Aumentam índices de roubos de veículos, comercio e carga no estado

O Instituto de Segurança pública (ISP) divulgou na ultima sexta-feira (02/05), os índices de ocorrências do mês de março de 2014 em todo o Estado do Rio de Janeiro.

Polícia Militar foto VINNICIUS CREMONEZ
Fotos: Vinnicius Cremonez

O balanço aponta redução em alguns casos como os roubos a residência que foram 139 em março de 2013 e 125 este ano, uma redução de 10,1%.  Outra queda registrada foi o número de casos de estupros que diminuíram de 508 em 2013 para 479 casos em março de 2014, uma redução de 5,7%. O número de latrocínio (roubo seguido de morte) também reduziu. Foram 11 em 2013 e nove em 2014.

Por outro lado, o número de homicídios, roubos de veículos, carga, transeunte e homicídios em intervenção policial aumentaram em todo estado. Veja a relação abaixo.

uiyfriohgnkwpsHomicídio Doloso > 441 em 2013 e 508 em 2014

Homicídio Culposo > De 163 para 216

Roubo em Comercio > Subiu de 534 para 775

Roubo de Veículos > 2.256 em 2013 e 2.963 em 2014

Roubo de Carga > De 262 para 404

Roubo a Transeunte > 4.792 para 7.024

Operação da Polícia Civil e Militar foto Vinnicius Cremonez 6O número de homicídios durante auto de resistência, ou intervenção policial aumentou de 38 no mês de março de 2013 para 47 no mesmo período de 2014.

Outros dados que aumentaram foram de apreensões de drogas que passaram de 1.624 para 2.387 e armas que eram 719 e subiu para 759. Os registros de roubos e furtos também aumentaram. Em março de 2013 foram 9.943 registros de roubos e 14.837 de furtos, já no mesmo período deste ano, foram 13.741 casos de roubos e 18.012 de furtos.

policia municão foto vinnicius cremonez 1A partir da próxima segunda-feira (05/04), dois mil homens vão reforçar o policiamento nas ruas, foi o que anunciou o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame. Beltrame disse que apesar dos índices de violência, o quadro geral da segurança pública no estado tem melhorado com o trabalho feito nas unidades de Polícia Pacificadora (UPP).

Já em relação ao número de homicídios decorrentes da ação policial, Beltrame afirmou que o dado também vinha apresentando queda na faixa de 30%. Porém, a necessidade de operações policiais pode ter levado a esse aumento. “São alguns trabalhos que a polícia teve que ir para o confronto em certas áreas”, disse.

 

 

Mais do SFn