População e policiais pedem a permanência de comandantes nos batalhões da região

sdasfgfhj
Fotos: Vinnicius Cremonez

Após o Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, através do Coronel Íbis Silva, ter publicado em seu boletim interno na tarde de sexta-feira, a troca no comando de 24 batalhões, entre eles, o 8º BPM de Campos, 29º de Itaperuna e 36º de Santo Antônio de Pádua, a população e os policiais iniciaram vários movimentos numa tentativa de impedir a substituição.

A mudança também seria feira no 25º BPM em Cabo Frio, mas antes que fosse publicado o boletim, uma mobilização popular em prol da permanência do Tenente Coronel Ruy França deu certo, e Ruy Barbosa não foi incluído no boletim de sexta.

Esses movimentos também começaram em Campos e em municípios de responsabilidade do 36º BPM, sendo eles Pádua, Aperibé, Itaocara, Miracema e São Sebastião do Alto. Segundo a população com a troca todo o trabalho de combate ao tráfico de drogas, aos crimes e as irregularidades feitos por esses comandantes, serão perdidos, e a tranquilidade e paz deixará de  existir.

8bpmEm Campos os moradores, policiais e veículos de imprensa começaram a se movimentar pelas redes sociais, além das associações e várias entidades que publicaram notas de repúdio a determinação do Comando Geral. Para a população campista, o Tenente Coronel Ramiro Oliveira Campos aproximou a população da PM, além de ter colocado um número maior de policiais nas ruas e realizar várias operações no combate ao tráfico, atitude jamais vista antes no 8º BPM.

Com mensagens de “Fica Guerra” e “Eu sou Gerra”, o mesmo movimento começou a ganhar força nos municípios do 36º no final da tarde deste domingo, e nesta segunda-feira várias entidades, e até mesmo a Câmara de Vereadores desses municípios, serão procuradas pela população e pelos policiais, para que algo seja feito. Os policias pretende recolher assinaturas da população para que o movimento ganhe ainda mais força.

ITAOCARA 2 CIA POLICIA MILITAR  36Os movimentos mostram que tanto os policiais como a população, estão satisfeitos com os serviços prestados por estes comandantes, e querem o prosseguimento dos excelentes trabalhos de combate a criminalidade na região.

Uma prova desse excelente trabalho, é o Tenente Coronel Sylvio Guerra, que em pouco tempo no comando do 36º BPM, uniu a força de seus policiais e juntos, fizeram diminuir a criminalidade na área de atuação do batalhão, além de de aumentar e até mesmo triplicar os números de apreensões. De janeiro até o dia 21 de setembro deste ano, foram registradas 434 apreensões de drogas nos municípios de responsabilidade do 36º BPM. Ao todo foram apreendidos 5.843g de maconha, 6.459g de cocaína e 492g de crack.

coronel sylvio guerraNesse mesmo período foram apreendidas mais de 200 munições entre intactas e deflagradas e mais de 30 armas. O batalhão de Pádua também ganhou destaque na gestão do Sylvio Guerra em apreensões do jogo do bicho, onde diversos materiais foram apreendidos e várias pessoas detidas e autuadas por contravenção penal.

Os moradores e os policiais dessas unidades querem saber o motivo da troca dos comandantes que conseguiram diminuir a criminalidade, garantir a paz  e elevar os números de apreensões.

Um Batalhão que serve, protege e se destaca nas apreensões 

Batalhão de Pádua registra crescimento em apreensões de armas

Mais do SFn