Muita água em pouco tempo: Pádua registra mais de 90 mm de chuva; ruas ficaram alagadas

A água chegou a invadir residências. Miracema e São Fidélis também registraram grandes volumes de chuva. Em Macuco, um ribeirão transbordou e o nível do Rio Macuco subiu

O município de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi o mais atingido pelas fortes chuvas que caíram em nossa região entre a noite desta sexta e madrugada deste sábado (20). Em Pádua, diversas ruas ficaram alagadas. Algumas residências chegaram a ser invadias pela água. Nas redes sociais, moradores relataram alagamentos em ruas do bairro Cidade Nova, Dezessete, Cehab, Gerador, Campo Alegre e outros pontos do município. Também há relatos de alagamentos no Loteamento Alvim, onde vídeos compartilhados em grupos de WhatsApp mostram uma residência sendo invadida pela água.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

De acordo com dados atualizados no começo da manhã deste sábado pelas estações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden-RJ, a estação instalada no bairro Dezessete registrou 95.6 milímetros de chuva nas últimas 24 horas, sendo 55.4 mm de chuva nas últimas 12 horas. Já a estação do Centro de Pádua registrou 86 milímetros em 24h e 55.8 em 12 horas. Veja o vídeo em nosso Instagram AQUI.

Em São Fidélis foram registrados 83.3 milímetros de chuva em apenas 10 horas. Esse é o maior volume já registrado na cidade este ano se comparado ao curto espaço de tempo. Houve alagamentos em algumas ruas da cidade. Também choveu forte na zona rural do município. Na Esperança, a chuva forte provocou elevação do Valão da Esperança, que passa pela localidade e pelo bairro Vila dos Coroados no perímetro urbano antes de desaguar no Rio Paraíba do Sul. Veja a matéria sobre São Fidélis AQUI.

Já Miracema, no Noroeste Fluminense, registrou um dos maiores acumulados de chuva nas últimas horas no estado. Ao SF Notícias, o secretário de Defesa Civil do município, o subtenente Glauco Sá, informou que foram registrados 100 milímetros de chuva em apenas seis horas. A Defesa Civil do município está em alerta devido à subida de nível do Ribeirão Santo Antônio, que corta o perímetro urbano. O Ribeirão começou a subir às 4h da manhã. Segundo o secretário, o nível subiu 1.80 m acima no normal. Em alguns pontos mais baixos, o Ribeirão transborda quando o nível passa de 2.50 acima do normal. Veja a matéria sobre Miracema AQUI.

VEJA MAIS

VEJA MAIS