Miracema registra um dos maiores acumulados de chuva no estado; Ribeirão sobe e Defesa Civil está em alerta

Defesa Civil publicou um aviso alertando aos moradores que moram às margens do Ribeirão

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden-RJ, o município de Miracema, no Noroeste Fluminense, registrou um dos maiores acumulados de chuva nas últimas horas no estado. Ao SF Notícias, o secretário de Defesa Civil do município, o subtenente Glauco Sá, informou que foram registrados 100 milímetros de chuva em apenas seis horas.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Ainda de acordo com o secretário, até o momento não há ocorrências em decorrência da chuva, nem pontos de alagamentos, apesar do grande volume em pouco tempo. A Defesa Civil do município está em alerta devido à subida de nível do Ribeirão Santo Antônio, que corta o perímetro urbano. O Ribeirão começou a subir às 4h da manhã. Segundo o secretário, o nível subiu 1.80 m acima no normal. Em alguns pontos mais baixos, o Ribeirão transborda quando o nível passa de 2.50 acima do normal. Uma equipe da Defesa Civil está de deslocando para o distrito de Venda das Flores para verificar a quantidade de água que ainda tem para descer da cabeceira.

Além de Miracema, a localidade de Aldeia Velha, em Silva Jardim, também registrou mais de 100 milímetros de chuva nas últimas horas. O município mais afetado pelas fortes chuvas na região foi Santo Antônio de Pádua, onde foram registrados 95.6 milímetros de chuva nas últimas 24 horas. O registro é da estação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden, instalada no bairro Dezessete. Nas últimas 12 horas foram 55.4 mm de chuva no bairro. Já a estação do Centro de Pádua registrou 86 milímetros em 24h e 55.8 em 12 horas. Veja a matéria sobre a chuva em Pádua AQUI.

VEJA MAIS

VEJA MAIS