Vídeo: Chuva forte provoca transbordamento de valão, inundações em várias ruas e arrasta carro em Itaperuna

A Defesa Civil de Itaperuna divulgou um comunicado alertando os moradores para o alto risco de deslizamento de encostas, desabamentos de imóveis e alagamentos

Imagens: redes sociais

Chuvas torrenciais atingiram cidades da nossa região entre o começo da noite desta terça e parte da madrugada desta quarta-feira (09). Elas provocaram alagamentos, enxurradas, deslizamentos de terra e transbordamento de córregos. A maior cidade do Noroeste Fluminense voltou a sofrer com as inundações. As fortes chuvas provocaram o transbordamento do Valão da Cehab, que inundou ruas do bairro, e alagamentos em várias outras ruas da cidade. Em alguns pontos da cidade o volume de água nas ruas foi tanto que chegou a invadir casas e estabelecimentos comerciais, e até arrastou carros.

A estação meteorológica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden, localizada no bairro Aeroporto registrou 65.2 milímetros de chuva em menos de 12 horas, sendo 40 mm em menos de 6h. Já a estação do distrito de Raposo registrou 72.8 milímetros de chuva em menos de 12h, e 35,8 em menos de 6h.  O acumulado de chuva em 24h na cidade já passa dos 90 milímetros.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

continua após o vídeo

A Defesa Civil de Itaperuna divulgou um comunicado alertando os moradores para o alto risco de deslizamento de encostas, desabamentos de imóveis e alagamentos, e até possibilidade de transbordamento do Rio Muriaé, que transbordou na cidade mineira de Muriaé. Em caso de emergência os moradores devem acionar a Secretaria Municipal de Defesa Civil imediatamente através da linha (22) 3824.6334, via aplicativo de mensagem WhatsApp.

Alerta da Defesa Civil Nacional
Desde a última sexta-feira (04) o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Defesa Civil Nacional, vem alertando para a possibilidade de fortes chuvas em nossa região devido a formação da chamada Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) – quando uma faixa de nuvens fica praticamente estacionada, provocando grande quantidade de chuvas contínuas, na mesma área, por, pelo menos, quatro dias.

O volume de chuvas previsto é acima de 100 milímetros por dia e a região segue em alerta para previsão de mais chuvas fortes até pelo menos esta quarta-feira. Os temporais podem ser acompanhados de ocorrências de alagamentos, inundações e enxurradas e de deslizamentos de terra em áreas de encosta. Isso também é reflexo dos altos acúmulos de chuva que vêm caindo sobre essas áreas ao longo das últimas semanas.

Alto acumulado de chuva
Outro município que registrou alto acumulados de chuva foi Laje do Muriaé. Em 72h o acumulado é de 122 milímetros de chuva, sendo 101.2 em menos de 12 horas e 82.8 em menos de 6 horas, segundo dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden.

VEJA MAIS

VEJA MAIS