Justiça também determinou a inelegibilidade por oito anos de Margareth de Souza Rodrigues (PP) e Bruno Silva de Souza (PP)

Prefeita e Vice de Italva têm diplomas cassados

A prefeita e o vice-prefeito de Italva tiveram os diplomas cassados pela Justiça Eleitoral na tarde desta terça-feira (19/12). A Justiça também determinou a inelegibilidade por oito anos de Margareth de Souza Rodrigues (PP) e Bruno Silva de Souza (PP). A decisão é em primeira instância e os dois permanecem no cargo até o julgamento do recurso no TRE-RJ.

Os dois são acusados de compra de votos mediante o oferecimento de vantagens, como pagamento de exame e promessa de emprego. A ação foi movida pelo candidato que ficou em segundo lugar na eleição. Ele alega que a prática foi determinante para o resultado eleitoral, considerando a pequena diferença de 141 votos entre o primeiro e o segundo colocados.

Segundo o juiz, os depoimentos de testemunhas comprovam o fato de pessoas terem recebido proposta de emprego para votar nos réus, além de terem recebido pagamento de exame médico com o mesmo objetivo.

Mais do SFn