Polícia Militar de São Fidélis se destaca ao servi e proteger a população

policia militar coroados 34
Fotos: Vinnicius Cremonez

Um trabalho que apresenta bons resultados, que garante a segurança da população, que serve e protege, e que faz crescer o número de apreensões e prisões. Este é o trabalho que está sendo feito pela 4º Companhia de Polícia Militar de São Fidélis, localizada no bairro Vila dos Coroados.

Os bons números de ocorrências e apreensões fazem a companhia se destacar, e o trabalho dos policiais ganha cada vez mais a confiança da população, que perceber um trabalho eficaz através de rondas e patrulhamentos. Além da sede no Coroados, a companhia possui o Desacatamento de Policiamento Ostensivo(DPO) do distrito de Pureza e no bairro Nova Divinéia, além do Posto de Policiamento Comunitário(PPC) do bairro Jonas de Almeida e Silva, que integram o sistema de segurança feito no município.

policia militar drogas 1Segundo dados oficias do 8º Batalhão de Polícia Militar, responsável pela 4º Companhia, de outubro de 2014 e janeiro de 2015, foram apreendidas nove armas, 47 veículos entre carros e motos, 122 munições, sendo 60 delas somente em janeiro desse ano, quatro gramas de crak, 57 gramas de cocaína e 515 gramas de maconha.

drogas no sao vicente 2Além do excelente número de apreensões, a 4º Companhia se destaca na resposta rápida dada a população. Um exemplo disso foi dado no dia dois de setembro, em operação em conjunto com a Polícia Civil, onde os autores de um homicídio ocorrido três dias antes, foram presos.

Os policiais chegaram até eles após um trabalho de investigação e com ajuda de denúncias anônimas, e os dois foram encontrados escondidos em um matagal próximo ao matadouro municipal. Um deles estava deitado dormindo, já o outro, tentou fugir ao perceber a chegada dos PMs, mas foi preso.

aprensão de drogas em sf foto vinnicus cremonez 6

Foram encontrados com os acusados, identificados como Bruno Eduardo de Oliveira Azevedo, de 21 anos, e Maycon Antônio Mendonça Marins, de 20 anos, nove buchas de maconha e três papelotes de cocaína. O jovem José Francisco Oliveira da Silva, de 18 anos, foi morto com um tiro na cabeça em frente a um bar que fica na entrada da escadaria que dá acesso ao bairro Jonas de Almeida e Silva. (reveja a matéria AQUI).

operação homicidio 3Já no dia 18 de janeiro, menos de 72 horas depois do crime, os policiais prenderam os autores dos disparos que mataram o adolescente Wallas de Souza Oliveira, de 16 anos. Joelio Willemem Serpa Junior, de 20 anos, e L.M.S.I., de 16 anos, estavam escondidos em uma mata que fica às margens da RJ 158 e 192, entre as localidades de Canjiquinha e Piraí.

Os dois confessaram que atiraram em Wallas por engano, já que os disparos seriam para uma outra pessoa que estava próxima, mas que fugiu após perceber a chegada deles. (reveja a matéria AQUI)

carga 3Os policiais da companhia também recuperaram uma carga que havia sido roubada em Rio das Ostras no último dia 16 desse mês. A carga avaliada em R$ 32 mil reais estava em um depósito que pertence ao dono de um supermercado. Tanto o supermercado como o depósito onde estava a carga, ficam localizados na Avenida Emygdio Maia Santos no bairro Vila dos Coroados.(reveja a matéria AQUI).

Além dessas prisões, a Polícia Militar também possui suspeitos de terem cometidos outros dois homicídios no município, um no dia 19 de outubro, quando um homem foi baleado dentro de um bar na Praça do Erasto,e o outro, ocorrido no dia cinco de janeiro desse ano, quando Jean Dias Pereira, de 29 anos, mais conhecido como “Jeanzinho”, foi baleado em frente a uma casa no bairro São Vicente.

Tenente Eduardo Prado

Os suspeitos teriam fugido do município.

Em entrevista a nossa equipe, o comandante da 4º Companhia de Polícia Militar, o Tenente Eduardo Prado, disse que esses números demonstram positividade nas ações feitas em um trabalho continuo que busca alcançar cada vez mais bons resultados.

“Os números são atribuídos a capacidade de atuação da Polícia Militar, ao comprometimento e esforço de cada policial da 4º Companhia, uma vez que a maioria mora em São Fidélis, e acabam se tornando cliente do próprio serviço. Queremos melhorar e  aumentar esses números de prisões e apreensões”, afirmou o Tenente Prado.

Foto: Arquivo

Mais do SFn