Polícia Federal faz operação contra extração de ouro no Rio Paraíba em Cambuci e São Fidélis

Quatro balsas foram encontradas entre os dois municípios. Operação contou com apoio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil, através da delegacia de Pádua

A Polícia Federal, através da delegacia de Campos, realizou nesta quarta-feira (10), uma operação para combater a extração ilegal de ouro no Rio Paraíba do Sul. A ação aconteceu em Cambuci e em São Fidélis. De acordo com informações apuradas pela redação do SF Notícias, quatro balsas foram encontradas no leito do rio, sendo três na região de Pureza, distrito de São Fidélis, e uma em Cambuci.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Ninguém foi encontrado nas balsas. Elas foram apreendidas, assim como os materiais encontrados nelas. Os materiais foram levados para a delegacia da Polícia Federal em Campos, onde o caso foi registrado e será investigado. A operação contou com apoio do Corpo de Bombeiros de Cambuci e da Polícia Civil, através da 136ª Delegacia de Pádua.

Essa é a segunda operação da Polícia Federal contra a extração de ouro no Paraíba. A primeira foi em novembro de 2017. Naquela ocasião, três garimpeiros foram presos. Outras ações para combater a extração também já foram feitas na região pela Polícia Ambiental, através da 3ª Unidade de Polícia Ambiental do Parque Estadual do Desengano.

continua após a imagem

Linha Verde recebe denúncias de crimes ambientais
Moradores da região podem ajudar no combate aos crimes ambientais. Basta fazer denúncias para o Programa Linha Verde, o Disque Denúncia do Meio Ambiente, através dos telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local) e (21) 2253 1177, além do APP “Disque Denúncia RJ” disponível para celulares. Por essa modalidade, o denunciante pode enviar fotos e vídeos, com a garantia do anonimato. É possível denunciar também através da página do Linha Verde no Facebook, www.facebook.com/linhaverdedd ou ainda pelo site do Disque Denúncia (www.disquedenuncia.org.br). Lembrando que em todos os canais o anonimato é garantido ao denunciante.

VEJA MAIS

VEJA MAIS