Pádua confirma mais uma morte e 43 novos casos de Covid; prefeitura adotou toque de recolher

Desde ontem o município adotou o toque de recolher entre 18h e 6h devido à ocupação total de leitos no hospital do município; mais de 30 moradores estão internados

Imagem: Felipe Sião Filmes

A Secretaria Municipal de Saúde de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, confirmou 43 novos casos de coronavírus nas últimas 24h. O município também confirmou a morte de mais um paduano diagnosticado com a doença. Com essas novas confirmações subiu para 3.283 o número de casos de Covid-19 confirmados desde o início da pandemia, e para 71 o número de moradores que morreram com a doença. Segundo o boletim desta quinta, 2.917 pessoas se recuperaram. Nesse momento há 295 casos ativos de Covid no município.

A Secretaria de Saúde de Pádua ainda investiga quatro mortes de moradores que morreram com sintomas da doença. Nesse momento há 281 casos considerados suspeitos; 31 moradores estão internados, sendo 20 em hospitais de Pádua e 11 em unidades hospitalares de outras cidades.

Mapeamento
Pelo mapeamento da secretaria, os bairros com mais casos ativos da doença no momento são Cidade Nova (30), Dezessete (27), Cehab (19), Centro (16), Parque das Águas, Carvalho e Ferreira com 12 casos cada, São Félix e Arraialzinho com 11 cada, e Campelo e Tavares com 10 casos. Veja o mapeamento completo abaixo.

continua após a imagem

Toque de recolher
Desde ontem, devido à ocupação total de leitos no hospital do município, a Prefeitura de Pádua publicou um decreto estabelecendo um toque de recolher entre 18h e 6h. O objetivo é restringir o funcionamento para atendimento presencial dos estabelecimentos comerciais e de profissionais liberais, ambulantes e qualquer outra atividade profissional ou particular. A restrição não se aplica às entregas (delivery), terminais rodoviários, farmácias, postos de gasolina, limpeza pública, manutenção urbana e serviços de saúde. Conforme noticiado pelo SF Notícias, a decisão havia sido anunciada pelo prefeito, Paulo Roberto Pinheiro, em uma transmissão ao vivo. No vídeo, o diretor do Hospital Hélio Montezano de Oliveira informa que a unidade atingiu o nível máximo de lotação do CTI Covid-19, e que há uma grande dificuldade para conseguir transferências. Confira no vídeo AQUI.

VEJA MAIS

VEJA MAIS