Ônibus do Hemocentro do hospital Ferreira Machado receberá doadores em SF

O ônibus do Hemocentro do hospital Ferreira Machado estará na Avenida Sete de Setembro de quinta-feira (17)  para receber doadores.

Para doar é preciso levar um documento original de identidade com foto, ter peso superior a 50 Kg, idade entre 16 e 67 anos, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas.

2

Homens podem doar a cada 60 dias, quatro vezes por ano. As mulheres a cada 90 dias.  Em uma doação são retirados 400 a 450 ml de sangue. Este volume será reposto rapidamente com a ingestão de líquidos após a doação, voltando o doador ao seu volume sanguíneo anterior. Quanto aos glóbulos vermelhos, cerca de 2 a 3 semanas, dependendo de cada indivíduo, são necessárias para a produção e recuperação do nível anterior à doação. Antes de cada doação, um exame rápido que é a dosagem de hemoglobina, é realizado, avaliando a possibilidade de ser feita a doação. Deste modo, mantendo o nível de hemoglobina dentro do normal mesmo após a doação, portanto, sem nenhum prejuízo para o doador.

Todo o processo leva cerca de 40 minutos, incluindo a entrevista, exames iniciais e a doação propriamente dita. A coleta de sangue, na dependência de cada doador, leva de 5 a 10 minutos.

A unidade de coleta está na cidade pois irá participar do evento ” 8º ação Semaf”. Em entrevista a nossa reportagem, Rodrigo Rodrigues e Rosângela Cortes que são os gerentes da empresa que realiza o evento, disseram que  o evento será realizado no sábado (19) a partir das 9 horas da manhã com distribuição de guloseimas, atividades físicas na quadra Humberto Lusitano Maia, além de distribuição de brindes, consulta médica e fluoretação. Às 22 horas acontecerá o encerramento do evento com um show da cantora Raquel Moraes.

 

 

VEJA MAIS

Anvisa determina recolhimento de lotes interditados da vacina CoronaVac

Mais de 12 milhões de doses foram envasados em fábrica não autorizada pela Agência e tinham sido interditadas no início do mês. É importante ressaltar que a CoronaVac permanece autorizada no país e possui relação benefício-risco favorável ao seu uso no Brasil

VEJA MAIS