quinta-feira , 22 outubro 2020

Natureza pede socorro: Tamanduá-mirim fêmea morre após ser atropelada na RJ-116 Entre os motivos que podem ter levado o animal a ir para a rodovia está a busca por alimento e água, já que há um rio próximo ao local em que a fêmea foi atropelada

Entre os motivos que podem ter levado o animal a ir para a rodovia está a busca por alimento e água, já que há um rio próximo ao local em que a fêmea foi atropelada

Fotos: Divulgação

Mais uma cena triste foi registrada em uma rodovia da Região Serrana do Rio. Nesta terça-feira (06/10) um tamanduá-mirim foi encontrado morto, após ter sido atropelado na altura do KM 19, na RJ-116, em Cachoeiras de Macacu. O biólogo e presidente da ONG SOS Vida Silvestre, Francis Leandro, voltou a alertar sobre o impacto ambiental com a morte do animal. “É uma fêmea, tem um impacto direto na parte do controle de cupins e formigas” – destacou Francis. Segundo ele, entre os motivos que podem ter levado o animal a ir para a rodovia estão a busca por alimento e água, já que há um rio próximo ao local em que a fêmea foi atropelada, e também por conta da reprodução. (continua após o vídeo)

Há duas semanas, uma mãe e seus quatro filhotes de gambá morreram após serem atropelados na mesma rodovia, leia AQUI. O biólogo reforçou o pedido para que motoristas tenham atenção ao trafegar pela rodovia. Os animais encontrados mortos na RJ-116 são recolhidos e levados para a sede da ONG, que juntamente com a concessionária Rota 116, desenvolve um trabalho de monitoramento e prevenção a acidentes com animais na rodovia, a chamada ecologia de estradas, além do resgate de fauna e educação ambiental.

Mais do SFn