Lobo-guará, ameaçado de extinção, morre ao ser atropelado em Macuco

"Uma perda irreparável para o meio ambiente", disse o biólogo Francis Leandro, presidente da ONG SOS Vida Silvestre. Na semana passada, um gato-mourisco, conhecido também como Puma Yagouaroundi, morreu atropelado em Cantagalo
Animal morreu atropelado na RJ-116

Mais um animal ameaçado de extinção morreu ao ser atropelado em rodovias da nossa região nos últimos dias. Dessa vez, um Lobo-guará fêmea morreu na RJ-116, no município de Macuco. Segundo o biólogo Francis Leandro, presidente da ONG SOS Vida Silvestre, o Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é uma espécie ameaçada de extinção por conta da perda de habitat, e esse é o segundo registro dessa espécie na Região Serrana do Rio. “É um fator preocupante por conta da ameaça que o animal vive, e por ele ter migrado migrar para um bioma que não pertence a ele, que é a mata atlântica. Uma perda irreparável para o meio ambiente”, disse Francis. O lobo-guará é típico do cerrado. O primeiro registro na região aconteceu em Cantagalo, e o animal, que também era uma fêmea, também morreu atropelado. (continua após a publicidade)

O animal atropelado em Macuco foi recolhido pela ONG SOS Vida Silvestre com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Macuco. A ONG desenvolve um trabalho, juntamente com a Rota 116, de monitoramento e prevenção a acidentes com animais na rodovia, a chamada ecologia de estradas, além do resgate de fauna e educação ambiental. O animal agora será usado para estudo científico e em um trabalho educacional e de conscientização para reduzir as perdas de animais na região. A ONG possui um museu com animais empalhados que foram vítimas de atropelamentos em rodovias, que serve de alerta para conscientizar os usuários das rodovias. Na semana passada, outro animal ameaçado de extinção morreu ao ser atropelado na região. Um gato-mourisco, conhecido também pelo nome científico Puma Yagouaroundi, morreu atropelado na RJ-160, em Cantagalo. O felino é uma espécie rara de ser encontrada (reveja AQUI).

VEJA MAIS

VEJA MAIS