Irmão confessa ser autor de agressões que provocaram a morte de cabeleireiro em Friburgo; diz delegado

Segundo o delegado, o irmão disse não ter cometido crime de homofobia, mas disse que seria decorrente de agressões da vítima em relação à mãe de ambos

A Polícia Civil de Nova Friburgo, através do delegado titular da 151ª Delegacia de Polícia da cidade, informou nesta quarta-feira (10/06), que identificou o autor do crime que vitimou o cabeleireiro Leandro Aguiar Louback, de 26 anos. Segundo o delegado Henrique Pessoa, o autor já foi ouvido em sede policial, e trata-se do próprio irmão da vítima. Ele se apresentou e confessou ser o autor das agressões, que teriam ocorrido após uma discussão entre ambos. Ainda de acordo com o delegado, o irmão disse não ter cometido crime de homofobia, mas disse que seria decorrente de agressões de Leandro em relação à mãe de ambos. O delegado informou ainda que o caso segue sendo investigado e que o inquérito continua em sigilo, devendo ser enviado em breve ao Ministério Público.

O caso
Leandro foi encontrado desacordado às margens da RJ-130 na altura do bairro Córrego Dantas na noite do dia 18 de maio. Inicialmente o Corpo de Bombeiros foi acionado para um atropelamento. Leandro foi socorrido em estado grave e levado para o Hospital Municipal Raul Sertã, onde não resistiu e morreu no dia 30. Nesta quinta-feira o Portal dos Procurados chegou a divulgar um cartaz pedindo informações que pudessem esclarecer a morte de Leandro.

Amigos e conhecidos de Leandro chegaram a acreditar que o jovem tivesse sido vítima de agressões por homofobia. Algumas páginas chegaram a fazer publicações dizendo que o crime tinha sido por homofobia e que Leandro havia sido encontrado desacordado na estrada após marcar encontro com uma pessoa através de um aplicativo.

VEJA MAIS

VEJA MAIS