quinta-feira , 29 outubro 2020

CREAS realiza “Pedágio Educativo” em São Fidélis pelo dia 18 de maio

Fotos cedidas pelo CREAS
Fotos cedidas pelo CREAS

Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater, este é o lema da campanha do dia 18 de maio, que se comemora o 14º ano de mobilização pelo “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído pela Lei Federal 9.970/00.

Na manhã dessa sexta-feira (16), das 9h às 10h na Av. Theodoro Gouveia de Abreu – em frente ao Cine Teatro, aconteceu o chamado “Pedágio Educativo”,  onde foram mobilizados a equipe do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) com CREASos coletivos da Agência Mirim, com o objetivo de  informar a população em geral sobre a importância da denúncia, como forma de enfrentamento às situações de violência sexual no município. No turno da tarde o horário da ação será das 14h às 15h no mesmo ponto.

O dia 18 de maio é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro e que já alcançou nesses 14 anos muitos municípios do país.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

Coordenadora Giselly Fragoso /Foto: Arquivo
Coordenadora Giselly Fragoso /Foto: Arquivo

Segundo a Coordenadora do CREAS, Giselly Fragoso, a proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

“Às famílias, poder público, instituições de ensino e adultos em geral, além da sua responsabilidade legal de proteger e defender crianças e adolescentes cabe o papel pedagógico da orientação e acolhida. Dessa forma, buscando superar mitos, tabus e preconceitos oferecendo segurança para que possam se reconhecer como pessoa em desenvolvimento e se envolver coletivamente na defesa, garantia, e promoção dos seus direitos.” Disse a coordenadora.

CREASTambém afirmou que no município de São Fidélis, em particular, através do trabalho desenvolvido pelos principais interlocutores da política de atendimento ao público infanto-juvenil, dos quais o CREAS é integrante, têm reunido esforços no enfrentamento cotidiano das situações de violência sexual que vitimam crianças e adolescentes, desenvolvendo práticas interdisciplinares e intersetoriais que potencializem a minimização de riscos pessoais e/ou sociais a este público.

“Por isso, queremos convocar todos – família, escola, sociedade civil, governos, instituições de atendimento, igrejas, universidades, mídia – para assumirem o compromisso no enfrentamento da violência sexual, promovendo e se responsabilizando para com o desenvolvimento da sexualidade de crianças e adolescentes de forma digna, saudável e protegida.” Relatou Giselly.

Concluiu dizendo que as Unidades de Ensino da rede municipal, assim como os núcleos dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos ligados à Assistência Social foram convocados a aderir também à Campanha através de iniciativas internas alusivas a temática. Para que nesse “18 de MAIO” FAÇAMOS BONITO na luta pelos direitos de crianças e adolescentes.

O silêncio é uma das principais causas do aumento da violência e exploração sexual contra crianças e jovens, por isso é de grande importância que se faça a denúncia. Elas são anônimas e é totalmente garantido o sigilo da fonte. Denuncie!

Conselho Tutelar – 2758-5274

CREAS – 2758-1413

Disque Denúncia – 100

 

Mais do SFn