sexta-feira , 30 outubro 2020

Campista se mobiliza e doa cadeira para Dyulha

Mostramos aqui no dia 17 de Setembro, a história de  Dyulha Pinheiro, 15 anos, moradora do bairro Jonas de Almeida e Silava. Dyulha nasceu com mielomeningocele, que é um defeito congênito em que a espinha dorsal e o canal espinhal não se fecham antes do nascimento. A doença é um tipo de espinha bífida. Normalmente, durante o primeiro mês da gravidez, os dois lados da coluna (ou espinha dorsal) se unem para cobrir a medula espinhal, os nervos e as meninges (os tecidos que cobrem a medula espinhal). Espinha bífida se refere a qualquer defeito de nascença que envolva o fechamento incompleto da coluna.

tryewiuijoekjgo

A mielomeningocele é o tipo mais comum de espinha bífida. É um defeito do tubo neural em que os ossos da coluna não se formam completamente, resultando em um canal da espinha dorsal incompleto. Isso faz com que a medula espinhal e as meninges (tecidos que cobrem a medula espinhal) se projetem pelas costas da criança. A mielomeningocele pode afetar 1 em cada 800 bebês.

Uma semana depois de ter feito uma cirurgia, Dyulha desenvolveu hidrocefalia. Dyulha também ficou com a bexiga neurogênica e desenvolveu paraplegia, onde passou a não sentir os movimentos da pernas. No momento, a família pede ajuda para comprar uma cadeira motorizada, para que Dyulha possa se locomover com mais facilidade. A cadeira mais barata, custa aproximadamente 4 mil reais.

Depois de ser publicada a matéria, várias pessoas se mobilizaram para ajudar a Dyulha, entre elas, está um grupo de campista, que arrecadou cerca de 10 mil reais e doaram uma cadeira moderna, que vai ajudar e muita a Dyulha se movimentar.

1382909_10202009276734158_381525670_n[1]O grupo de campistas, foi liderado por Jó Malta, que junto com seu marido, esteve hoje em São Fidélis para fazer a entrega da cadeira (foto reproduzida do facebook ao lado).

Nossa equipe agradece a todas as pessoas que se sensibilizaram e se mobilizaram para ajudar de qualquer forma a Dyulha, principalmente ao grupo campista. Agradecemos a Dona Marta, mãe de Dyulha, que sempre recebeu bem a nossa equipe em sua casa. Agradecemos também, a coordenadora de jornalismo da TV Record Lilia Ribeiro bustilho e a emissora que foram nossos parceiros nessa campanha.

Segundo Marta, o dinheiro que tinha sido arrecadado, será transformado em cestas básicas que serão distribuídas para famílias carentes de São Fidélis.

Um outro bingo seria realizado para arrecadar mais dinheiro, mas como Dyulha já ganhou a cadeira, o bingo será transformado em um churrasco, onde serão distribuído as cestas básicas.

 

Mais do SFn