Cabeça d’água no córrego do Leitão aumenta volume da Cachoeira do Escorrega, em Santa Maria Madalena

Cachoeira fica na área do Parque Estadual do Desengano em Madalena. Vídeo mostra a força da água; confira

Com a aproximação do verão, o tempo fica cada vez mais instável. A grande disponibilidade de umidade e as altas temperaturas são a combinação perfeita para a ocorrência de temporais, principalmente no período da tarde/ noite. É exatamente nessas chuvas de primavera/ verão que ocorre a chamada “cabeça d’água”, fenômeno que voltou a ser registrado em Santa Maria Madalena, na Região Serrana, na tarde desta segunda.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

O aumento rápido e repentino do nível d’água ocorreu no córrego do Leitão, que forma a Cachoeira do Escorrega, no Parque Estadual do Desengano, em Madalena. Com isso, houve aumento no volume de água na cachoeira. Um vídeo gravado pelo Nathan por volta das 17h desta segunda mostra a força da água. A força da água impressiona e também assusta. Há cerca de um ano o fenômeno também foi registrado na mesma região.

No ano passado o Parque Estadual do Desengano fez um alerta para o risco de cabeças d’água em cachoeiras dentro do Parque, que abrange São Fidélis, Santa Maria Madalena e Campos dos Goytacazes. O período entre outubro e março é o de maior incidência de chuvas na região, podendo chover até 80% de toda a pluviosidade do ano. Desta forma, o risco de ocorrência do fenômeno é ainda maior. A orientação é evitar o banho em rios e cachoeiras durante e após períodos de chuva, pois existe um grande risco de deslizamentos de terra, raios, quedas de árvores e em casos mais graves, o risco de ser arrastado pela enxurrada.

https://www.instagram.com/p/CXL0_wcAtZN/

VEJA MAIS

VEJA MAIS