Brasil vai defender título de campeão da América do Sul na Colômbia e na Argentina

A Copa América 2021 prova já está gerando expectativa entre os torcedores sul-americanos. Será que o Brasil vai conseguir revalidar o título, ou teremos novo rei na América do Sul?

Imagem ilustrativa/ Copa América

2021 é ano de seleções. Cerca de ano e meio antes da Copa do Mundo do Qatar que se realizará em dezembro de 2022, na América do Sul, tem mais uma edição da Copa continental que vai definir o campeão da zona CONMEBOL. O Brasil, atual campeão da América do Sul, quer chegar no Qatar com esse mesmo estatuto e vai defender a condição na prova organizada em conjunto por Argentina e Colômbia.

Novo Formato
A Copa América 2021 já está gerando expectativas entre os adeptos sul-americanos e uma das principais mudanças prende-se com a alteração do formato. Ao contrário do que vinha acontecendo até aqui, a primeira fase da Copa América 2021 se disputará com as seleções divididas em apenas dois grupos, um denominado Zona Norte, outro chamado Zona Sul. Existem diversas modalidades esportivas para se apostar online e o futebol, “desporto rei” no Brasil, é das que gera maior volume de apostas, pelo que os brasileiros já estarão fazendo suas primeiras previsões para a competição em mercados de longo prazo. Para lá daquela que é provavelmente a maior alteração à estrutura competitiva, há uma outra: desta feita, a prova não vai contar com a presença de duas seleções convidadas, como de costume. As seleções de Japão e Qatar até foram convidadas pela CONMEBOL, organismo que tutela o futebol sul-americano, para integrar a prova e aceitaram em um primeiro momento, mas o adiamento das eliminatórias na zona AFC para as mesmas datas fez com que as duas nações não pudessem marcar presença nessa Copa América. Assim, com menos dois times a concurso, as seleções se dividirão em dois grupos de cinco. A seleção do Brasil, atual campeão da América do Sul depois de ter erguido troféu atuando em casa em 2019, integra a Zona Norte junto com as seleções de Colômbia, Venzuela, Equador e Peru. Curiosamente, a seleção brasileira acabou “caindo” no mesmo grupo que a seleção do Peru, nação diante da qual disputou a decisão da última Copa América. No entanto, os “Incas” não deverão ser os principais rivais do Brasil nessa chave, mas sim a Colômbia, nação que atuará em seu território. Na Zona Sul estão, naturalmente, as outras cinco nações que compõem a zona CONMEBOL: Argentina, Bolívia, Uruguai, Chile e Paraguai.

Quando será a estreia do Brasil?
A seleção do Brasil se estreará nessa Copa América 2021, 47ª edição da competição, frente à Venezuela, a 15 de junho de 2021, atuando no Olímpico Pascual Guerrero, em Cali. O segundo compromisso será jogado quatro dias depois (dia 19), frente ao Peru, em Medellin. O Atanasio Girardot receberá, por isso, a reedição da última final da Copa América. A 25 de junho, será com a Colômbia que o Brasil se enfrentará, nessa ocasião em Barranquilla, terminando a fase de grupos defrontando o Equador, em Bogotá.

Probabilidades em apostas
As primeiras cotações associadas ao vencedor da Copa América 2021 já estão lançadas. Sem surpresas, Argentina e Brasil são os principais candidatos a erguer o troféu, seguidos da Colômbia, seleção “Cafetera” que terá a chance de atuar em seus domínios e quer contrariar o favoritismo dos dois eternos rivais sul-americanos. No momento em que recolhemos essa informação (8 de abril), a Argentina é a principal favorita a vencer o troféu com uma cotação de 2.75, ao passo que o Brasil surge logo de seguida, com 3.30. A fechar o pódio está a Colômbia, com uma cotação de 6.0. Dado que ainda falta algum tempo, o melhor será permanecer atento e, assim que a competição arrancar, consultar os palpites diários de futebol de hoje para que possa contrastar com aquela que é sua opinião antes de tomar uma decisão.

A Copa América 2021 prova já está gerando expectativa entre os torcedores sul-americanos. Será que o Brasil vai conseguir revalidar o título, ou teremos novo rei na América do Sul?

VEJA MAIS

VEJA MAIS