Bancos de areia e pedras: estiagem muda paisagem no Rio Paraíba do Sul, em São Fidélis

A falta de chuva vem provocando a pior crise hídrica do Brasil dos últimos 91 anos

Já observou o quanto o nosso Rio Paraíba do Sul está sofrendo com a estiagem? Nível muito abaixo do normal, diversas pedras aparentes e inúmeros bancos de areia, que estão se formando e crescendo ao longo do rio. Quem trafega pela RJ-158, entre São Fidélis e Campos, pode observar vários bancos de areia, principalmente entre Ernesto Machado e o Morro do Gambá, onde está o maior deles. Em alguns pontos da região é possível atravessar o rio com água na canela. Aos finais de semana, alguns moradores usam os bancos de areia como praia.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

continua após a imagem

A nossa região está há dias sem registrar chuvas significativas. No último dia 16 chegou a chover forte em algumas cidades, mas diante do cenário preocupante e alarmante, o temporal daquele dia acaba se tornando uma chuva insignificativa. Em São Fidélis, por exemplo, foram registrados 26.4 mm de chuva em 4h. O Brasil está enfrentando a pior crise hídrica dos últimos 91 anos.

Em São Fidélis, além do Rio Paraíba do Sul, a estiagem também mudou o cenário no Rio do Colégio e na vegetação, que seca, contribui com a propagação de incêndios. Nesse momento, equipes tentam controlar um incêndio que, desde a manhã desta quinta, vem destruindo uma enorme área na região do Palmital, na zona rural.

VEJA MAIS

VEJA MAIS