quarta-feira , 28 outubro 2020

Acidentes na construção civil tem se tornado rotina em São Fidélis

obra 1
Fotos: Matheus Berriel / André Moraes

A quantidade de acidentes de trânsito registrados em São Fidélis chamam a atenção de todos, mas outro tipo de acidente ganhou destaque no município. Quedas de laje deixaram quatro feridos em pouco espaço de tempo, mostrando que algo precisa ser feito.

Entre os casos, dois deles aconteceram no bairro São Vicente de Paula, onde as vítimas, foram crianças. Os dois últimos casos foram de dois homens que estavam trabalhando em lajes, um no bairro Montese e outro na localidade da Esperança, zona rural.

Não é difícil encontrar irregularidades em obras pela cidade, pois na maioria não existem equipamentos de segurança para os operários, como capacete, cordas, luvas e outros equipamentos de proteção. Em diversas obras, o andaime é feito com madeiras, colocando a vida dos operários em ricos, e as obras não possuem grades ou redes de proteção. O município não possuí um órgão fiscalizador, e nem Sindicato da Construção Civil.

Entre os casos está o da pequena K.O.M., de seis anos de idade, que caiu da laje de sua residência no dia 25 de fevereiro. Segundo informações de vizinhos, a menina estava brincando quando teria se desequilibrado e caído, uma queda de aproximadamente cinco metros de altura.  Na queda a menina bateu a cabeça em tijolos de concreto, que estavam empilhados ao lado da residência, em uma construção.(Reveja a matéria AQUI).

obra 2No dia 2 de março, um homem identificado como Silvano Faria, de 33 anos, caiu do telhado de uma residência na localidade da Esperança. A vítima caiu de aproximadamente quatro metros de altura. Na ocasião Silvano foi socorrido com escoriações em membros inferiores direito e esquerdo, além de lesão fossa ilíaca esquerda. (Reveja a matéria AQUI).

Já na última sexta-feira(13), o pedreiro identificado como F.C.M.S., de 58 anos, teria se desequilibrado e caído da laje de uma obra no bairro Montese. Ele foi socorrido em estado grave para o Hospital Armando Vidal, sendo transferido como Traumatismo Craniano Encefálico (TCE) para o Ferreira Machado, em Campos.  (Reveja a matéria AQUI).

Segundo a assessoria de imprensa do Hospital Ferreira Machado,  apequena K.O.M. permanece internada na Unidade de Tratamento Intensivo(UTI) Pediátrica, e seu caso inspira cuidados. Já F.C.M.S., que foi a última vítima de queda de laje no município, também permanece na unidade, internado na UTI em estado grave.

obra acidente 1

Mais do SFn