segunda-feira , 10 agosto 2020
Foto: SF Notícias

Witzel decreta intervenção nos hospitais de campanha Organização Social Iabas é afastada e Secretaria de Estado de Saúde assume administração das sete unidades

Organização Social Iabas é afastada e Secretaria de Estado de Saúde assume administração das sete unidades

Diante de vários dias de atraso e de denúncias de fraudes em licitações, o governo do Rio de Janeiro decidiu assumir a gestão dos sete hospitais de campanha estaduais que estão sendo preparados para atender pacientes com covid-19. Eles eram administrados pela organização social Iabas – Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde. Com a decisão, a entidade será afastada da administração dessas unidades. As inaugurações das sete unidades, inicialmente previstas para o fim de abril, foram adiadas várias vezes. Apenas o hospital do Maracanã foi entregue. Com um decreto publicado hoje, o governador Wilson Witzel determinou que a Secretaria de Estado de Saúde assuma a gestão dos hospitais de campanha. (continua após a publicidade)

Segundo o Governo do Estado, o contrato e os termos aditivos realizados com a Organização Social Instituto de Atenção Básico à Saúde (Iabas) serão anulados e o governo vai requisitar todo o equipamento e mão-de-obra no combate à pandemia, assim como a conclusão das obras. Com a intervenção, a Fundação Estadual de Saúde fica responsável por administrar os sete hospitais de campanha para enfrentamento da Covid-19: Maracanã, São Gonçalo, Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Nova Friburgo, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu.

Mais do SFn