Variante Delta do coronavírus na região: São Francisco de Itabapoana confirma cinco casos

Segundo a coordenadora de Vigilância Epidemiológica do município, certamente o número de infectados com a variante é bem maior, já que foi identificado no núcleo familiar dessas pessoas outros casos confirmados da Covid

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, informou que cinco moradores de São Francisco de Itabapoana, no litoral Norte Fluminense, apresentaram confirmação para a variante Delta (B1.616.2) do Coronavírus. Apenas um paciente, um idoso de 64 anos, permaneceu por sete dias internado, mas, segundo a Prefeotura de São Francisco, já recebeu alta. Os outros quatro, foram submetidos a tratamento sem necessidade de internação.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica do município, a enfermeira Rachel Gonçalves, disse que embora o sequenciamento de genomas tenha detectado cinco casos, certamente o número de infectados com a variante Delta é bem maior, uma vez que foi identificado no núcleo familiar dessas pessoas outros casos confirmados da Covid-19 no mesmo período. “É importante esclarecer para a população que não são todos os testes positivos de Covid-19 que passam por investigação para detecção de variante. Essa investigação é feita por amostragem e a seleção é realizada de forma aleatória pela equipe do sequenciamento de genoma, em parceria com Laboratório Central Noel Nutels (Lacen-RJ)”.

De acordo com o médico coordenador do Centro de Tratamento Covid-19 de São Francisco, David Matos, os profissionais estão atentos aos casos suspeitos da doença relacionados à variante Delta, uma vez que os sintomas nesse tipo de paciente apresentam algumas diferenças em comparação às cepas anteriores. “É possível observar que os sintomas relacionados à variante Delta mais comuns são dor de cabeça, febre baixa e tosse, além da perda de olfato e paladar, que ocorrem com menos frequência. É preciso atenção, pois a infecção por esta variante é silenciosa e pode evoluir com gravidade mais rapidamente”, alertou Matos. Agora, na região, já foram confirmados casos em São João da Barra, Itaperuna, Laje do Muriaé, São Sebastião do Alto, Nova Friburgo, Porciúncula, Itaocara, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, Bom Jesus do Itabapoana e Natividade.

VEJA MAIS

VEJA MAIS