Vacinação contra Covid começa nesta quarta no RJ; veja qual grupo será vacinado primeiro

Nesta segunda as doses de vacina serão transportadas de São Paulo para o Rio

Após a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do uso emergencial das vacinas contra o coronavírus, os estados brasileiros começam a se preparar para iniciar a vacinação contra a Covid-19. Segundo o Ministério da Saúde, as vacinas serão distribuídas nesta segunda-feira (18/01) para todos os estados de forma igual.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que no estado do Rio de Janeiro a vacinação começa na quarta-feira, dia 20. Equipes técnicas da secretaria estão se preparando para a orientação e o apoio na aplicação das vacinas CoronaVac e Oxford/Astrazeneca a todos os 92 municípios do estado de forma simultânea e proporcional. “Essa é uma vacinação para todos, sem discriminação, mantendo e respeitando as instituições. Confiamos nos técnicos da Anvisa, no Plano Nacional de Imunização e agora todos os estados, todos os municípios, juntos, serão atendidos. Será uma vacina para todos”, ressaltou o governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro.

Quem será vacinado primeiro?
A primeira fase prioriza os trabalhadores de saúde, a população idosa a partir de 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência e população indígena. A segunda fase inclui pessoas de 60 a 74 anos. A terceira fase prevê a vacinação de pessoas com comorbidades. A quarta fase abrangerá professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade. “A vacinação é o início do processo que vai nos devolver uma vida parecida com a que tínhamos antes dessa pandemia. Mas não podemos descuidar dos cuidados com a prevenção, o uso de máscara, o distanciamento e a higiene das mãos”, alerta o secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves.

Distribuição de seringas
Toda a preparação para a vacinação no Rio de Janeiro está pronta. Foram definidos 1,5 mil postos de saúde e clínicas da família que devem participar da imunização. A Secretaria Estadual de Saúde pode abrir mais 3 mil pontos de apoio, utilizando espaços de escolas, supermercados, shoppings e quartéis dos Bombeiros. No sábado o Governo do Estado começou a distribuir as seringas que serão usadas na vacinação aos 92 municípios do estado (reveja AQUI).

No início de janeiro, o governador em exercício se reuniu com a presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade, para uma visita a Bio-Manguinhos, o centro de produção será responsável pela vacina de Oxford/AstraZeneca no país. A expectativa é que, em abril, toda a fabricação desse imunizante no Brasil seja realizada pela Fiocruz, que prevê a entrega de 100 milhões de doses até julho. Em dezembro de 2020 o Governo do Estado e a Fiocruz assinaram a escritura definitiva do terreno onde será instalado o Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde (CIBS), no Distrito Industrial de Santa Cruz, na Zona Oeste da capital. O espaço, cedido pela Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin), receberá a maior fábrica de vacinas da América Latina, que vai quadruplicar a capacidade de produção anual de frascos de imunizantes e biofármacos da Fiocruz.

VEJA MAIS

VEJA MAIS