Foto: SF Notícias

Um sol para cada um: cidades da região podem bater recorde de calor nesta sexta (02) Segundo o CPTEC, a atuação de uma forte massa de ar quente favorecida pela circulação anticiclônica (anti-horária) em níveis médios da atmosfera mantém a condição de tempo seco em grande parte do Brasil

Segundo o CPTEC, a atuação de uma forte massa de ar quente favorecida pela circulação anticiclônica (anti-horária) em níveis médios da atmosfera mantém a condição de tempo seco em grande parte do Brasil

Tempo neste momento em São Fidélis

A primeira sexta-feira do mês de outubro promete ser o dia mais quente de 2020 até agora no estado do Rio de Janeiro. A atuação de uma forte massa de ar quente favorecida pela circulação anticiclônica (anti-horária) em níveis médios da atmosfera mantém a condição de tempo seco em grande parte do Brasil, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC). “Este tipo de circulação, quando estabelecida, favorece movimentos subsidentes (de cima para baixo) que dificultam a formação de nebulosidade e também contribuem para a elevação da temperatura e diminuição dos índices de umidade relativa do ar” – explica o órgão. (continua após a publicidade)

Ainda segundo o CPTEC, nesta sexta o tempo seguirá seco e com temperaturas elevadas em grande parte do Brasil e novos recordes poderão ser batidos. De acordo com a Climatempo, temperaturas de 40°C a 44°C poderão ser observadas em áreas de alguns estados, entre eles o RJ. No fim de semana, uma frente fria deve alcançar o estado do Rio. A passagem desta frente fria não vai acabar com o calorão pelo interior do Brasil, mas vai conseguir derrubar um pouco a temperatura, que no domingo, não deve passar de 30°C.

Mais do SFn