Temporal provoca alagamentos, quedas de árvores e eleva nível de ribeirão em Miracema

Rajadas de vento provocaram quedas de árvores; uma delas atingiu um idoso. Uma família precisou ser levada para um abrigo após rompimento de uma tubulação
Imagens: Defesa Civil

Municípios das regiões Norte, Noroeste e Serrana do Rio foram atingidos por uma forte chuva com raios, rajadas de vento e, em alguns pontos granizo, ao longo desta segunda-feira (16/11). No Noroeste Fluminense, um dos municípios atingido foi Miracema. Segundo o secretário de Defesa Civil, Cláudio Martins de Oliveira, foram registrados 63 milímetros de chuva em uma hora, sendo que o esperado era apenas de 8 milímetros. O Ribeirão Santo Antônio, que corta a área urbana de Miracema, subiu rápido e chegou a 2 metros por volta das 18:30h, cota acima do normal para essa época. A cota de transbordo dele é de 3,50m. Hoje pela manhã o nível já estava em 90 centímetros. Ainda segundo o secretário, foram registrados cinco pontos de alagamentos nos bairros Hospital, Rodagem, Santa Teresa e Centro. Oito árvores caíram durante as fortes rajadas de vento que chegaram a 60 km/h. (continua após o vídeo)

Uma delas atingiu um idoso, que teve ferimentos leves. Outra atingiu um veículo e a rede elétrica. Houve rompimento de uma tubulação da CEDAE e a água invadiu uma residência, sendo necessária a retirada da família, que foi para um abrigo. Também foram registrados pequenos deslizamentos de terra. As equipes da Defesa Civil irão vistoriar os imóveis atingidos. Equipes da Prefeitura de Miracema estão nas ruas retirando a lama deixada em pontos de alagamentos e os galhos das árvores que caíram. Ontem, mais cedo, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) havia emitido um alerta para o risco de tempestades em cidades da região. Segundo o aviso, a chuva poderia ser intensa e acompanhada de rajadas de vento, raios e até queda de granizo.

VEJA MAIS

VEJA MAIS