Secretaria estadual de agricultura fecha fábrica ilegal na Região Serrana e apreende 10 mil rótulos falsificados Foram apreendidos e destruídos mais de 40 kg de queijo minas frescal, mais de 100 kg de manteiga; mais de 700 kg de queijo meia cura; mais de 40 kg de linguiça de porco e mais de 20 kg de banha de porco

Foram apreendidos e destruídos mais de 40 kg de queijo minas frescal, mais de 100 kg de manteiga; mais de 700 kg de queijo meia cura; mais de 40 kg de linguiça de porco e mais de 20 kg de banha de porco

Fiscais do Serviço de Inspeção Estadual SIE/RJ, vinculado à secretaria estadual de Agricultura, realizaram a “Operação Caseiros” de combate à fabricação irregular de produtos de origem animal no município de Carmo, na Região Serrana do Rio. A operação, que contou com apoio da Polícia Militar e aconteceu após uma denúncia anônima, constatou que, além de não possuir licença sanitária para a produção, havia grande quantidade de rótulos falsificados no local. Foram identificadas, ainda, péssimas condições higienicossanitárias e estruturais das instalações onde eram manipulados os produtos, evidenciando o risco do consumo dos alimentos ali produzidos.

Na operação foram apreendidos e destruídos todos os produtos impróprios para o consumo, que totalizaram 42 kg de queijo minas frescal; 105 kg de manteiga; 750 kg de queijo meia cura; 40 kg de linguiça de porco; 25 kg de banha de porco e, aproximadamente, 10 mil rótulos falsificados. Os produtos e os rótulos adulterados foram destruídos e encaminhados para o aterro sanitário municipal. Segundo o Coordenador do SIE-RJ, André Sampaio, a ação foi registrada na Delegacia de Polícia local e, de acordo com a polícia, os responsáveis deverão ser ouvidos e podem responder criminalmente por crimes contra a saúde pública, evasão fiscal, sistema financeiro e falsificação ideológica. A operação foi chamada de “Caseiros”, em referência a produtos agropecuários produzidos sem nenhum controle higiênicossanitário e licença correspondente.

Mais do SFn