Secretaria de Agricultura e BPRv fazem operação em rodovias da região Operação tem o objetivo de verificar possíveis irregularidades no transporte de gado vivo, produtos e subprodutos de origem animal

Operação tem o objetivo de verificar possíveis irregularidades no transporte de gado vivo, produtos e subprodutos de origem animal

Fotos: divulgação

A secretaria de Estado de Agricultura, por intermédio da Superintendência de Defesa Agropecuária vem realizando desde a última quinta-feira operações com o objetivo de verificar possíveis irregularidades no transporte de gado vivo, produtos e subprodutos de origem animal. As ações acontecem juntamente com a Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) em rodovias que cortam municípios do Norte e Noroeste Fluminense. Bloqueios foram montados nas RJs 238 e 216, em Campos dos Goytacazes; na RJ-186, trevo de Itaperuna com Bom Jesus, e na BR 356 – divisa com o Estado de Minas Gerais. Os agentes abordaram os veículos transportando gado vivo e produtos de origem animal, analisaram a idoneidade da documentação sanitária, que acompanhava a carga e se a quantidade de animais informados na nota conferia com a do veículo bem como a origem e destino desses animais. Já nas cargas de produtos de origem animal, foram verificados os registros dos produtos, condições sanitárias de transporte e a refrigeração de todos os itens. (continua após a publicidade)

“A Defesa Agropecuária Estadual segue intensificando as ações de fiscalização volante, em conjunto com órgãos pares, a fim de combater o trânsito ilegal de gado, abate clandestino e a comercialização de produtos de origem animal fora dos padrões sanitários técnicos e legais vigentes, visando proteger e saúde do consumidor,” explicou Paulo Henrique de Moraes, Superintendente da Defesa Agropecuária. Nessas ações foram registrados dois autos de infração, um de apreensão, e um de fiel depositário, e dois autos de vistoria e notificação. “O trabalho das barreiras agropecuárias é muito importante para a sanidade animal e vegetal do que transita no estado e também para a garantia da qualidade dos produtos consumidos pela população fluminense,” afirmou o secretário Marcelo Queiroz. Os transportadores que estavam em desacordo com a legislação foram autuados e as cargas destinadas conforme cada caso. O balanço da operação ainda está sendo contabilizado pela Defesa Animal. A operação de fiscalização em barreiras agropecuárias continua acontecendo em dias alternados sem data par terminar.

Mais do SFn