quarta-feira , 28 outubro 2020
Foto: SF Notícias

São Fidélis tem quatro casos confirmados e um suspeito do novo coronavírus Secretaria de Estado de Saúde ainda não contabiliza os casos confirmados no município, mas amostras foram enviadas ao Lacen-RJ para contraprova

Secretaria de Estado de Saúde ainda não contabiliza os casos confirmados no município, mas amostras foram enviadas ao Lacen-RJ para contraprova

Idoso está internado no Centro de Controle e Combate ao coronavírus, em Campos

Foram confirmados na quarta-feira (08/04) quatro casos do novo coronavírus no município de São Fidélis, Norte Fluminense. O primeiro caso positivo realizou o exame na rede particular em Campos. Trata-se de um idoso, de 70 anos, que teria contraído o vírus em uma viagem ao Rio de Janeiro, e começou a apresentar os sintomas no último dia 3. Ele segue internado em Campos. De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Hítalla Valentim, foi realizada uma busca pelas pessoas que tiveram contato com o paciente, e cinco realizaram testes rápidos. Os kits foram adquiridos pela Prefeitura e chegaram ao município na terça-feira (07). Ainda segundo a vigilância, três mulheres, com idades entre 60 e 92 anos, da mesma família do idoso, tiveram resultado positivo. Os casos ainda não foram contabilizados pela Secretaria de Estado de Saúde, mas amostras foram enviadas ao Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen-RJ) para contraprova. Outras duas pessoas da mesma família testaram negativo. (continua após a publicidade)

Em uma rede social a filha do idoso disse que solicitou que o mesmo ficasse em isolamento desde o retorno do Rio de Janeiro. “Devido à grande comoção que foi gerada em torno do caso confirmado de São Fidélis prefiro EU falar do que ler as coisas que tenho visto. Meu pai positivou o teste ONTEM porque foi quando conseguimos fazer. Ele veio do RJ sim. E eu solicitei que ficasse em isolamento desde então. No entanto, todos sabem que é difícil controlar um idoso em casa. Porém não sabemos há quanto tempo o vírus está circulando e de onde veio a contaminação. Desde o início dos sintomas há uma semana eu venho monitorizando EM CASA CONFORME AS ORIENTAÇÕES DA OMS, MINISTÉRIO DA SAÚDE E DAS SOCIEDADES MÉDICAS BRASILEIRAS. Meu irmão que estava cuidando deles (seguindo as orientações de cuidados) já fez o teste e foi NEGATIVO. Testamos domiciliar e particular assim que o laboratório pôde. Eu levei até o hospital de referência em Campos porque ele apresentou sinais de piora com desconforto respiratório. Ninguém fica doente porque quer. Ninguém passa a doença porque quer. A ignorância nesse momento pode ser nossa pior inimiga. Continuo pedindo pra que FIQUEM EM CASA SIM! E solicito respeito porque tratam-se de pessoas idosas“- diz a publicação do dia 8 de abril. Já nesta quinta-feira (09) ela relatou que ele foi levado para o CTI.

Também nesta semana o município recebeu resultados de exames de outros dois casos suspeitos que eram investigados. Ambos tiveram resultado negativo para Covid-19. Agora, o município aguarda o resultado de exame de apenas um caso suspeito, do jovem de 19 anos que veio a óbito no dia 4, no CTI do Hospital Armando Vidal. O laudo apontou “notificação para Covid-19” entre as possíveis causas da morte. A família, entretanto, contestou o hospital. Segundo Eliana Amaral, prima do rapaz, ele deu entrada no HAV no dia 31 de março, com uma infecção provocada por um dente. Ela relata que a infecção foi para o sangue e acometeu o pulmão. Em vídeo publicado em uma rede social do hospital o chefe do CTI, Alexandre Aguiar, afirmou: “Nos sentimos obrigados, até por uma questão ética, de investigar várias possíveis causas dentro de um contexto de uma doença que evolui de uma forma muito grave e de maneira incomum em um paciente jovem, dentre elas foi feita a notificação pro Covi-19”. Ao todo, 10 casos suspeitos foram notificados e nove já foram descartados.

Mais do SFn