São Fidélis e outros municípios recebem medicamentos do “kit intubação”; veja o vídeo

Cinco helicópteros estão levando os medicamentos para 34 municípios do interior do RJ

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) está distribuindo nesta segunda-feira (19/04) uma nova remessa com mais de 279 mil unidades de medicamentos do “kit intubação”. Os medicamentos foram enviados pelo Ministério da Saúde e estão sendo distribuídos para 70 hospitais no estado. Parte desses medicamentos está sendo retirada por hospitais do Rio, Niterói, São Gonçalo e Maricá na CGA, em Niterói, e o restante sendo enviado para 34 municípios numa operação logística envolvendo cinco helicópteros (veja o vídeo abaixo).

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Um dos municípios que recebeu os medicamentos foi São Fidélis. A Secretária Municipal de Saúde, Janine Palagar, informou que os medicamentos serão repassados para o Hospital Armando Vidal para auxiliar no tratamento de pacientes intubados com a Covid-19. Janine informou ainda que os kits contam com 260 unidades de Cisatracurium, 114 unidades de Propofol, 276 unidades de Fentanyl e 490 unidades de Midazolam.

continua após o vídeo

Os esforços da SES para manter o abastecimento dos medicamentos do chamado “kit intubação” nos hospitais públicos e privados com leitos Covid inseridos no Plano de Contingência do estado têm surtido efeito. Com as últimas entregas de sedativos e bloqueadores, o quantitativo compõe o estoque de medicamentos para o período estimado de até dez dias de atendimento. Entre a última quinta-feira e hoje, 373 mil unidades de medicamentos adquiridos pela secretaria e enviados pelo Ministério da Saúde terão sido liberados pela Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) do estado.

A entrega da última semana foi composta por medicamentos comprados pela SES, por meio da adesão a uma ata do Ministério da Saúde, a qual teve ainda um aditivo de 50% do quantitativo. A SES também realiza um processo de compra para suprir a necessidade do estado nos próximos três meses. Todas as etapas dos processos serão compartilhadas com o Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública, visando dar transparência às aquisições.

VEJA MAIS

VEJA MAIS