Rio Paraíba sobe durante a madrugada e Defesa Civil de São Fidélis entra em estágio de alerta

A Defesa Civil pede para que a população ribeirinha fique em alerta. A vazão da usina UHE Ilha dos Pombos chegou a 1.750 m³/s

Imagens: SF Notícias

A Defesa Civil de São Fidélis entrou em estágio de alerta. Isso porque o Rio Paraíba do Sul subiu mais de um metro durante a madrugada e continua subindo na manhã deste sábado, chegando a 3 metros e 93 centímetros às 11h da manhã. Durante a madrugada e no começo da manhã deste sábado, o nível do rio subiu cerca de 10 centímetros por hora. A cota de transbordo no município é de 5.70.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Além da água da vazão da usina hidrelétrica Ilha dos Pombos, que chegou a 1.750 m³/s nesta manhã – mas estava estabilizado às 11h -, o município também recebe água do Rio Pirapetinga (que transbordou durante a madrugada na divisa entre Pádua e Pirapetinga), e do Rio Muriaé, que também está com nível elevado.

continua após a imagem

No momento a Defesa Civil de São Fidélis pede para que a população ribeirinha fique em alerta. O órgão segue monitorando o nível do rio e está de plantão durante a madrugada na sede localizada embaixo da Secretaria de Educação.

Previsão de mais chuva para este sábado 
O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu três alertas para cidades do estado do Rio de Janeiro. Os alertas são de chuvas intensas e acumulado de chuva. Também há alerta de chuva para cidades da zona da mata mineira, o que pode contribuir para elevação dos rios.

Alerta para outras cidades da região
O Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais do Rio de Janeiro (CEMADEN-RJ) informa que devido aos acumulados pluviométricos registrados na bacia hidrográfica do rio Muriaé ao longo das últimas 24h o Rio Muriaé atingiu sua cota de transbordo de 500 cm na estação Patrocínio do Muriaé, localizada no município de Patrocínio do Muriaé-MG, o que impacta diretamente na região noroeste do estado do Rio de Janeiro.

Dessa forma os municípios a jusante podem ter ocorrências de pontos de alagamentos, alta possibilidade de enxurradas e de inundações, atingindo comunidades em áreas de risco hidrológico e/ou isolamento de bairros/comunidades em cotas mais baixas. Os municípios de Laje do Muriaé, Itaperuna são os mais próximos a possibilidade de serem atingidos pela onda de cheia, no entanto os municípios de Italva e Cardoso Moreira requerem atenção.

VEJA MAIS

VEJA MAIS