Reivindicando vacina contra a Covid, funcionários da Caixa entram em greve em São Fidélis e região

Em São Fidélis, o gerente da agência da Caixa morreu aos 39 anos em decorrência da Covid-19
Fotos: SF Notícias

De um lado, dezenas de cartazes sobre a greve dos funcionários, que reivindicam a vacinação contra a Covid-19. Do outro, uma faixa de luto pela morte do gerente Marcelo Vaz Souza, aos 39 anos, vítima da doença. Assim amanheceu a agência da Caixa Econômica Federal em São Fidélis, no Norte Fluminense. Assim como em outras cidades da região, o atendimento presencial está interrompido nesta terça-feira (15/06). Eles reivindicam a inclusão da categoria no grupo prioritário da vacina.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Quem procurou a agência de São Fidélis nesta terça ficou sem atendimento. Apenas os caixas eletrônicos seguem funcionando normalmente. “Não deixamos de lutar nem por um instante. De reivindicar, de exigir proteção para os bancários e bancárias. E seguimos lutando” – diz uma publicação do Sindicato dos Bancários de Campos dos Goytacazes e região, entidade que representa os bancários de Campos, São João da Barra, São Fidélis, Italva, Itaocara, São Francisco de Itabapoana, Cardoso Moreira e Aperibé.

Morte de gerente vítima da Covid
Marcelo Vaz Souza era gerente da agência de São Fidélis e morreu no dia 29 de maio. Segundo bancários e colegas de trabalho, ele não resistiu às complicações da Covid-19. Ele era morador de Santo Antônio de Pádua, onde chegou a ficar internado, mas foi transferido para Niterói, onde faleceu. Nas redes sociais, amigos de Marcelo defenderam a vacinação para os bancários e lamentaram a morte do gerente.

VEJA MAIS

VEJA MAIS