Foto: SF Notícias

Prefeitura de São Fidélis cria comissão para apurar denúncias sobre suposto esquema de combustíveis Presidente da Comissão afirmou que, se houver a comprovação da existência de qualquer irregularidade, será aberto um inquérito administrativo, onde os responsáveis irão responder por seus atos

Presidente da Comissão afirmou que, se houver a comprovação da existência de qualquer irregularidade, será aberto um inquérito administrativo, onde os responsáveis irão responder por seus atos

Foto: Reprodução

Após as denúncias feitas por um servidor público municipal sobre um suposto esquema de combustíveis na Prefeitura Municipal de São Fidélis, no Norte Fluminense, o prefeito Amarildo Alcântara, nomeou uma comissão investigativa para apurar o caso. A comissão será presidida pela Auditora Geral do município, Neiva Passarinho. O Contador Geral, Evandro Piquet, o Controlador Geral Interno, Dr. Thiago Mota, e a subprocuradora Dr. Karina Crespo também vão integrar a comissão. “Uma equipe técnica que irá realizar os trabalhos de investigação com total autonomia. São denúncias sérias, que devem ser encaradas com responsabilidade, e nós iremos apurar todos os fatos com isenção e profissionalismo, sempre buscando a verdade. Essa apuração só será possível devido ao sistema de gerenciamento implantando pela atual gestão, que registra todos os abastecimentos, prevendo a placa do veículo, o motorista e quantidade de combustível” – destacou a presidente da comissão em vídeo divulgado pela Prefeitura. (continua após o vídeo)

No vídeo, a Auditora Geral ressaltou que o sistema possibilita que, se houver irregularidade, a apuração e punição do responsável seja feita. Uma auditoria será realizada e um relatório elaborado. O mesmo será encaminhado ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado. A presidente da Comissão afirmou ainda que, se houver a comprovação da existência de qualquer irregularidade, será aberto um inquérito administrativo, onde os responsáveis irão responder por seus atos, e que o prefeito e todos da Comissão estão comprometidos com “a correta apuração dos fatos e busca pela verdade”. De acordo com a denúncia feita pelo servidor, carros sucateados que estão em depósitos da prefeitura estariam constando como sendo abastecidos regularmente (Reveja AQUI).

Mais do SFn