Prefeitos de cidades do Norte Fluminense propõem emendas em projeto de ‘superferiado’

Alerj vota hoje, em regime de urgência, implementação de “feriadão” para conter avanço da pandemia. Participaram da reunião os prefeitos de São João da Barra, São Francisco de Itabapoana, Campos dos Goytacazes, São Fidélis e Quissamã

Em reunião realizada nesta terça-feira (23) junto ao  presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano, os prefeitos Carla Machado (São João da Barra), Francimara Azevedo (São Francisco de Itabapoana), Wladimir Garotinho (Campos dos Goytacazes), Amarildo Alcântara (São Fidélis) e Fátima Pacheco (Quissamã) reivindicaram emendas no projeto de lei 3.096/21, proposto pelo governador em exercício, Cláudio Castro, que prevê a antecipação de feriados por conta da pandemia do novo coronavírus. Hoje a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota em regime de urgência o projeto do Executivo para implementar um “feriadão” dos dias 26 de março a 4 de abril com a finalidade de conter o avanço da pandemia no estado do Rio de Janeiro. A proposta vale somente para o ano de 2021 e prevê paralisação de 26 de março a 4 de abril. De acordo com o texto, serão antecipados os feriados de Tiradentes (21 de abril) e São Jorge (23 de abril) para os dias 29 e 30 de março, respectivamente.

A proposta também estabelece como feriados os dias 26 e 31 de março e 1º de abril. “Essa medida está alicerçada em estatísticas, que diariamente demonstram o aumento abrupto de contaminados pelo coronavírus, sendo certo que o isolamento e o distanciamento social são mecanismos eficientes no combate de sua propagação. Excepcionalmente no ano de 2021, o estabelecimento de três feriados estaduais é necessário para diminuir a circulação de pessoas nas ruas”, justificou o governador em exercício, Cláudio Castro.

Na reunião, os prefeitos do Norte Fluminense reivindicaram que o decreto da criação do “feriadão” autorize aos municípios que editem seus próprios decretos ou que imponha restrições para não haver deslocamento das pessoas, durante o feriadão, para as cidades do interior, para que não agrave ainda mais a situação dos municípios. O presidente da Alerj se comprometeu em fazer emendas proibindo a presença de pessoas nas praias, cachoeiras e lagoas da região. A ideia é evitar aglomerações nesses locais. Os prefeitos do Norte Fluminense discutiram ainda o Plano de Enfrentamento à tuberculose.

VEJA MAIS

VEJA MAIS