Prefeito de Trajano de Moraes encaminha ofício ao Instituto Butantan para aquisição de vacina contra a Covid-19

O documento, que oficializa o interesse do município na vacina, foi destinado ao diretor do Butantan, especificando a intenção de adquirir lotes do imunizante, assim que for aprovado pela Anvisa
Fotos: Prefeitura de Trajano de Moraes

O prefeito de Trajano de Moraes, Rodrigo Viana, assinou e encaminhou, através da Secretaria Municipal de Saúde, um ofício com o intuito de celebrar um protocolo de intenções junto ao Instituto Butantan, localizado em São Paulo, para a aquisição de lotes da vacina contra a Covid-19. A assinatura foi feita no gabinete junto ao secretário da pasta, Lucas Esteves com orientação, e texto da Coordenadora de Imunização, Renata Gomes. Segundo a Prefeitura, o documento, que oficializa o interesse do município na vacina, foi destinado ao diretor do Butantan, Rui Curi, especificando a intenção de adquirir lotes do imunizante, assim que for aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Com isto, Trajano busca, assim que possível, adquirir lotes da vacina para garantir o início da vacinação no município. “Estamos aguardando a resposta do Instituto Butantan. No ofício fiz o pedido de 20 mil doses de forma que no decorrer da necessidade vamos adquirindo mais. O importante é que nossa gestão deu mais um passo em prol da saúde de nossa população. Enquanto a vacina não chega peço que continuem respeitando o decreto de forma a usar máscara e álcool gel”, disse o prefeito Rodrigo Viana.

A vacina está sendo desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan, considerado uma referência na produção da mesma. O prefeito destacou que é necessário dar os primeiros passos, e fazer com que essa vacina chegue o quanto antes até a população de Trajano de Moraes, assim que for autorizada pelo Governo Federal. “Pois havendo atrasos, ou até a não aprovação, será preciso buscar outras alternativas para garantir a imunização, principalmente dos nossos grupos de risco”, pontuou. Ainda segundo a Prefeitura, assim que for liberada, a previsão é que o município receba a primeira remessa da vacina com previsão para final de fevereiro. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Lucas Esteves, os primeiros a serem vacinados devem ser idosos asilados e profissionais de saúde. “Mas vale dizer que mesmo que o Instituto Butantan possa vender a vacina para a prefeitura de Trajano de Moraes, nós teremos que cumprir o calendário do Ministério da Saúde”, explicou. O município já estuda uma forma de estruturar a rede de postos de Saúde para quando for iniciada a vacinação contra a Covid-19. A Coordenadora de Imunização, Renata Gomes, destacou que a solicitação foi feita pensando no quantitativo das duas doses e priorizando as pessoas mais vulneráveis à Covid-19, como os profissionais da saúde, idosos e pessoas acamadas.

VEJA MAIS

VEJA MAIS