Porta de residência é destruída por pedra que estava em terra usada para tapar buraco em São Fidélis

Pedaços do asfalto ao redor do buraco - que foi tapado com terra - estão se soltando e, junto com as pedras que estavam na terra, estão sendo lançados nas residências quando algum veículo pesado passa pelo local

Uma moradora de São Fidélis passou por um grande susto na tarde desta quarta-feira (28/08). A porta de vidro da casa dela foi destruída por uma pedra; pedra que estava na terra colocada para tapar um buraco no local conhecido como “Curva do Tamarindo”, na Gamboa (veja o vídeo no final). Há duas semanas o SF Notícias mostrou a situação crítica em que se se encontrava aquele trecho. Uma verdadeira cratera se formou na via. Houve até um vazamento de água. Segundo a confeiteira Tamires Machado, quando um caminhão passou pelo local nesta quarta, ele acabou arremessando, na direção de sua casa, uma pedra que estava na terra usada para tapar o buraco.

“Pedras estão sendo arremessadas pelos carros. Acabou de bater no vidro da minha casa. Estourou o vidro. Eu estava no quarto e foi um susto terrível”, disse a moradora ao SF Notícias. Segundo moradores do trecho, havia um buraco no local há meses, e com o peso dos veículos que usam a RJ-158, o buraco começou a crescer a cada dia e formou uma verdadeira cratera. Com isso, começou um vazamento de água na rede que passa pelo local. Após a matéria publicada pelo SF Notícias a Companhia Estadual de Água e Esgoto (CEDAE) enviou uma equipe ao local e fez um reparo na tubulação.

Acontece que, após fazer um reparo no vazamento, a CEDAE colocou terra com alguns detritos no buraco, que não foi tapado da forma correta até hoje. Pedaços do asfalto ao redor estão se soltando e, junto com as pedras que estavam na terra, estão sendo lançados nas residências quando algum veículo pesado passa pelo local. Além disso, os moradores também reclamam da poeira que a terra faz. Em nota a Prefeitura de São Fidélis disse que o vazamento que provocou o buraco, ou seja, o contrário do que foi dito pelos moradores. A Prefeitura disse ainda que é de responsabilidade da CEDAE fazer o conserto e a reparação. “Tínhamos a informação de que o piso seria reparado pelo DER, por se tratar de uma RJ que corta a cidade“, diz a nota da Prefeitura.

VEJA MAIS

VEJA MAIS