Polícia prende bandidos em Friburgo e desarticula quadrilha; grupo teria roubado 45 cargas da Souza Cruz em 2 anos Eles seriam os líderes da quadrilha foram presos em Friburgo. Nos dois últimos anos o grupo teria roubado cerca de 13 milhões de cigarros da Souza Cruz. Roubos aconteciam em cidades do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo

Eles seriam os líderes da quadrilha foram presos em Friburgo. Nos dois últimos anos o grupo teria roubado cerca de 13 milhões de cigarros da Souza Cruz. Roubos aconteciam em cidades do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo

Fotos: Polícia Civil MG/ PMRJ

A Polícia Civil de Minas Gerais desarticulou uma quadrilha especializada em roubos a veículos de carga de cigarros, especialmente da empresa Souza Cruz. Os crimes aconteciam em cidades da zona da mata mineira e nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Nesses últimos dias, dois criminosos foram presos em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, e com eles, foram apreendidos R$ 36 mil, veículos, armas de fogo, carregador de pistola e outros objetos. As prisões aconteceram em uma ação conjunta com militares do 11º BPM. A primeira prisão aconteceu no dia 1º de agosto, em uma residência no bairro Maria Teresa, onde um homem, de 34 anos, foi preso com cinco celulares, um carregador de pistola de calibre 380, um caderno de anotações, R$ 20 mil em espécie e um automóvel Mercedes Bens C180 avaliado em cerca de R$ 100 mil, que seriam proventos dos crimes investigados. Já a segunda prisão aconteceu no dia 04, no Amparo. Um homem, de 36 anos, foi preso com três celulares, um revólver de calibre 38 e munições. Para ele havia quatro mandados de prisão. Segundo a Polícia Militar, ao perceber a presença dos policiais, o acusado sacou uma arma e apontou em direção a guarnição, sendo necessário realizar um disparo de arma de fogo por parte dos policiais para conter o mesmo. Ele havia conseguido fugir de um cerco montado pela Polícia Civil de Minas Gerais com apoio da PRF em Rio Bonito no final semana. Na propriedade dele, na zona rural de Rio Bonito, avaliada em mais de R$ 1 milhão, foram localizados arma de fogo, veículo, documento falso e outros materiais. (continua após a foto)

De acordo com a Polícia Civil de Minas, os dois presos em Friburgo são suspeitos de serem líderes do grupo. Segundo o delegado Márcio Rocha Vianna Dias, investigações apontaram que o grupo vinha atuando há anos nos três estados. “Eles trocavam de casa, cidade, telefone e carro, a cada 15 e 20 dias, por isso, tínhamos que iniciar uma nova investigação para acompanhar os suspeitos”, disse o delegado. De acordo com o Chefe do 4º Departamento em Juiz de Fora, Delegado-Geral Gustavo Adélio Lara Ferreira, dados revelados pela Souza Cruz, indicam que a quadrilha atua há mais de 16 anos contra a companhia nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Segundo a empresa, somente nos últimos dois anos, estima-se que a organização teria sido responsável por 45 roubos, quando foram levados cerca de 13 milhões de cigarros, totalizando um prejuízo superior a R$ 4 milhões.

Mais do SFn