segunda-feira , 28 setembro 2020

Polícia Militar recupera TV e faz diligências para encontrar outros materiais furtados em Cambuci PMs fazem diligência para recuperar máquinas de sorvete furtadas no Parque Aquático. Moradores de Cambuci questionam a retirada de guardas municipais que faziam a vigilância em alguns pontos do município

PMs fazem diligência para recuperar máquinas de sorvete furtadas no Parque Aquático. Moradores de Cambuci questionam a retirada de guardas municipais que faziam a vigilância em alguns pontos do município

Foto: PM

Policiais militares da 4ª Companhia da PM de Cambuci recuperaram uma televisão que havia sido furtada no início do mês em uma residência do município. O aparelho eletrônico estava em uma casa no bairro Guarani. A televisão foi recuperada após denúncias e um levantamento de informações feito pelos militares. O suspeito de envolvimento no furto do aparelho não estava em casa, mas a televisão foi entregue aos policiais pelo pai do acusado. Para os PMs ele contou que a TV foi adquirida recentemente, e que não havia nota fiscal do bem, pois compraram de um desconhecido da localidade de Pureza pelo valor de R$ 200,00. O furto e a receptação serão investigados pela Polícia Civil de Cambuci. A PM acredita que o suspeito de ter furtado a TV também está envolvido em outros furtos. (continua após a publicidade)

Os policiais da 4ª Companhia passaram o dia em diligências pelo município levantando informações sobre o furto de duas máquinas de sorvete noticiado pelo SF Notícias mais cedo. O furto ocorreu na semana passada no Parque Aquático do município. As máquinas estavam em um quiosque que foi arrombado. A proprietária do quiosque estima um prejuízo de R$ 40 mil. Ela reclamou do fato de o parque estar abandonado pelo poder público e da retirada do guarda municipal que ficava no parque. Moradores do município também relataram que os agentes foram retirados do hospital e de outros pontos de vigia. Nesta segunda, por exemplo, uma enfermeira foi ameaçada no hospital. Policiais militares foram até a unidade, mas o acusado acabou fugindo antes da chegada dos PMs. Nossa redação ainda não conseguiu contato com a Prefeitura de Cambuci para pedir um posicionamento sobre a retirada dos guardas.

Mais do SFn