Polícia Civil prende mulher com mais de 160 anotações criminais por estelionato

Segundo a polícia, a mulher é peça-chave de uma organização criminosa que aplica o conhecido golpe do empréstimo consignado no estado

imagem: Polícia Civil

Policiais civis prenderam uma mulher que tem 161 passagens pela polícia pelo crime de estelionato. Segundo as investigações, a acusada é peça-chave de uma organização criminosa que aplica o conhecido golpe do empréstimo consignado em várias cidades do estado. Segundo a Polícia Civil, nesta modalidade de crime, que atinge principalmente funcionários públicos civis e militares, as vítimas contratam empréstimo consignado na folha de pagamento e ficam com 10% do valor contratado.

Os outros 90% são entregues aos estelionatários sob o título de cessão de crédito, com a promessa de que a empresa arcaria com o pagamento das parcelas do empréstimo realizado pelo cliente, além de repasse de parte do lucro obtido com a aplicação do valor cedido em vantajosas operações financeiras. No entanto, após o pagamento de algumas parcelas, o golpista sumia e a vítima arcava com todo prejuízo decorrente das prestações do empréstimo realizado que, na maioria das vezes, era contratado em 72 parcelas.

As investigações começaram após registros de ocorrências de pessoas lesadas. Agentes realizaram diligências e identificaram integrantes da quadrilha, incluindo a acusada presa nesta segunda-feira. Ela foi presa após a Justiça decretar a prisão temporária dela. A mulher foi encontrada em Itaipuaçu, no município de Maricá.

VEJA MAIS

VEJA MAIS