Polícia Civil do RJ prende 12 mulheres e desarticula organização criminosa especializada em golpes eletrônicos

A estimativa é que a organização lucrava entre R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês. As investigações indicam que elas são ligadas a traficantes de drogas da maior facção criminosa e que atua no Complexo da Maré
Foto: Polícia Civil

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) prenderam, nesta quarta-feira (11/11), 12 mulheres e desarticularam uma organização criminosa especializada em golpes eletrônicos. Segundo as investigações, elas induziam as vítimas a repassar dados bancários e entregar cartões de crédito a motoboys. Em seguida, a quadrilha utilizava os cartões das vítimas e gerava grandes prejuízos. De acordo com os agentes, a estimativa é que a organização lucrava entre R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês.

Durante a operação, os policiais apreenderam 11 notebooks, nove máquinas de cartão, 50 cartões de créditos, aparelhos de telefone celular e outros materiais utilizados no crime. As mulheres foram localizadas após intenso trabalho de inteligência e monitoramento. As investigações indicam que elas são ligadas a traficantes de drogas da maior facção criminosa e que atua no Complexo da Maré, Zona Norte da capital. Segundo a DCOD, por meio deste golpe eletrônico, a quadrilha diversificou as atividades ilegais além do tráfico de drogas, do roubo de cargas e assaltos, da receptação e clonagem de veículos e tráfico de armas, passando a atuar em fraudes bancárias.

VEJA MAIS

VEJA MAIS