Polícia Civil de Friburgo investiga morte de jovem encontrado às margens da RJ-130

O jovem foi encontrado desacordado na noite do dia 18 de maio e o caso registrado inicialmente como atropelamento, mas amigos acreditam que ele possa ter sido vítima de agressões por homofobia

A morte de um jovem, de 26 anos, que foi encontrado desacordado às margens da RJ-130 na noite do dia 18 de maio, em Nova Friburgo, está sendo investigada pela Polícia Civil. O cabeleireiro Leandro de Aguiar Louback estava internado no Hospital Municipal Raul Sertã, mas não resistiu e morreu no domingo (30/05). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o caso havia sido registrado inicialmente como atropelamento e a vítima foi socorrida com classificação vermelha (ferimentos graves). Amigos e familiares acreditam que o jovem tenha sido vítima de agressões por homofobia.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Em seu perfil oficial em uma rede social, o ‘Coletivo Estudantil – Nós por Nós’, coletivo independente criado em Friburgo por estudantes de escolas e universidades na luta pelos seus direitos, fez uma publicação sobre o caso. “Esse na foto, é o Leandro Louback. Leandro, marcou um encontro em um aplicativo, e ao encontrar a pessoa foi torturado, tendo seu crânio afundado, bocas, dentes, e nariz quebrados, e foi jogado por um carro no asfalto perto de uma empresa de reciclagem no Córrego Dantas. Ficou 13 dias em coma, e ontem infelizmente veio a falecer. O caso de Leandro não é isolado, e foi claramente mais um episódio de LGBTfobia. Até agora, nenhuma mídia friburguense falou sobre o caso! Não podemos deixar o que aconteceu com Leandro passar batido. Queremos justiça! Leandro, presente!” – diz a publicação. A página “Coletivo Lgbtqia+ Friburguense” também se manifestou sobre o ocorrido: “Infelizmente nesse final de semana ocorreu um crime brutal de homofobia em nossa cidade, que vitimou Leandro Louback. O jovem foi encontrado com várias fraturas após marcar encontro com uma pessoa através de um aplicativo. Em tempos difíceis duplique os cuidados. Nossos pêsames aos amigos e familiares.
Leandro Louback presente”.

Já a Polícia Civil, na página oficial da 151ª Delegacia de Nova Friburgo, através de seu delegado titular Henrique Pessoa, informou a população friburguense que “com relação à morte de Leandro Louback, inquérito já foi instaurado e nenhuma hipótese será descartada. O feito está sob sigilo e ainda não há laudo disponível. Não tenham dúvidas que a investigação será séria e comprometida, como tem sido a atuação da nossa unidade em temas sensíveis. Gratos pela confiança”.

VEJA MAIS

VEJA MAIS