quarta-feira , 28 outubro 2020

PM morto após disparo acidental é enterrado em Itaperuna O policia teria se desequilibrado e caído. Nesse momento, a arma acabou disparando acidentalmente

O policia teria se desequilibrado e caído. Nesse momento, a arma acabou disparando acidentalmente

Emoções e homenagens marcaram o velório e enterro do policial militar Edvaldo Fernandes da Silva na manhã desta terça-feira (31/01) em Itaperuna

, no Noroeste Fluminense. O subtenente Evaldo foi baleado após cair durante uma operação e sua arma ter disparado acidentalmente. O PM foi sepultado no cemitério Vale das Orquídeas. O velório aconteceu na Igreja Assembleias do Relógio, no Centro de Itaperuna. Diversas pessoas acompanham o cortejo da Igreja até o cemitério. O cortejo foi escoltado por várias viaturas da Polícia Militar, como mostra o vídeo enviado por um leitor.

A operação, que começou na noite de domingo e terminou na manhã desta segunda-feira (30/01), tinha o objetivo de prender os acusados de terem atirado no cabo Barros que faz parte do serviço reservado do 29º BPM. Durante a operação, o subtenente Edvaldo teria se desequilibrado e caído. Nesse momento, a arma do policial acabou disparando acidentalmente. O tiro atingiu a região da clavícula. Ele foi socorrido por outros policiais que participavam da operação e levado para o Hospital São José do Avaí, onde passou por cirurgia ainda durante a madrugada, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no começo da noite desta segunda.

Resultado da operação 

A operação terminou com a prisão de dois homens acusados de terem atirado contra o cabo Barros, entre eles, Gleydson Albino Miranda, que teria efetuado os disparos. Com ele os PMs encontraram 37 papelotes e 14 pinos de cocaína, dois tabletes de 500 gramas de maconha e 21 sacolés da mesma droga, além de uma pistola de 9mm (uso restrito das Forças Armadas) com 18 munições e cinco munições de calibre 38.

Já para o outro preso, identificado como Wilton da Silva, os policiais constataram que havia um mandado de prisão em aberto. O cabo também passou por cirurgia e continua internado no Hospital São José do Avaí.

Mais do SFn