Pequeno guerreiro: Após mais de 50 dias, bebê agredido em São Fidélis recebe alta da UTI

O bebê estava internado na UTI pediátrica do Hospital Ferreira Machado, em Campos, desde o dia 2 de abril e na última sexta-feira (28), após mais de 50 dias, recebeu alta

“Um verdadeiro milagre” – disse o tio do bebê que foi agredido pelo próprio pai em São Fidélis, no Norte Fluminense, Agnaldo Rangel Couto, ao informar nas redes sociais que o pequeno guerreiro recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica. O bebê estava internado na UTI pediátrica do Hospital Ferreira Machado, em Campos, desde o dia 2 de abril e na última sexta-feira (28), após mais de 50 dias, recebeu alta e foi para a Clínica Pediátrica. Na última semana ele apresentou melhora e pela segunda vez desde o dia que foi internado, foi extubado. Na ocasião, em nota, a assessoria da unidade hospitalar informou que a expectativa é de que pudesse ser transferido para a Clínica Pediátrica, caso permanecesse com o quadro estabilizado, o que aconteceu na sexta.

 continua após o vídeo

https://www.instagram.com/p/CPiVNvfj70D/

No sábado (29) Agnaldo publicou um vídeo agradecendo toda a equipe da UTI pediátrica pelo cuidado com o menino e neste domingo (30) ele informou que o bebê deve iniciar tratamento com fonoaudióloga nesta segunda. O tio do bebê também agradeceu a todos pelas orações. Quando o bebê foi internado, no dia 2 de abril, o laudo médico apontou lesões como afundamento de crânio, fratura de costelas e mordidas pelo corpo, inclusive em estágios diversos de evolução, o que tende a caracterizar a denominada Síndrome de Silverman (ou da criança espancada). Na delegacia, segundo o delegado titular da 141ª DP, Dr. Carlos Augusto Guimarães, o pai acabou confessando ter agredido a criança após ficar irritado com o excessivo choro. Os pais permanecem presos. Reveja a matéria sobre a conclusão do inquérito AQUI.

VEJA MAIS

VEJA MAIS