Patrulha Escolar passa a operar em Batalhões de Campos, Itaperuna e Pádua, responsáveis por cidades da região

A Patrulha Escolar reforça o contato direto da corporação com a comunidade escolar

O Programa Patrulha Escolar e Proteção à Criança e ao Adolescente começou a funcionar nesta segunda-feira, (07/03), nos batalhões que atendem os municípios do Norte e Noroeste do Estado. Equipes do 8º BPM (Campos dos Goytacazes), 29º BPM (Itaperuna), 32º BPM (Macaé) e 36º BPM (Santo Antônio de Pádua) foram capacitadas para atuar na iniciativa, que busca uma reformulação na relação entre a Polícia Militar e as unidades de ensino.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Desde a sua inauguração, o recém-criado projeto de polícia de proximidade da Secretaria de Estado de Polícia Militar alcançou importante marca, realizando mais de mil visitas a instituições de ensino da rede pública nas regiões Metropolitana e dos Lagos. Até o momento, foram realizadas 684 visitas em escolas municipais e 324 em colégios estaduais.

Em novo formato e com as propostas atualizadas, o Patrulha Escolar reforça o contato direto da corporação com a comunidade escolar. Dentre os novos aspectos estão o horário das equipes, que agora atuam no policiamento com vistas às unidades de ensino até as 22 horas, e também o emprego efetivo das Patrulhas Escolares trabalhando aos sábados.

Agentes contam ainda com telefones específicos, disponíveis para recebimento de ligações e mensagens por meio de aplicativos, para o contato direto dos gestores das unidades de ensino com os policiais responsáveis pelo atendimento em cada área. Para participar do programa, a escola precisa participar dos Conselhos Educacionais de Segurança, que também contarão com outros entes do poder público, como Conselhos Tutelares e Varas da Infância e Juventude.

A nomenclatura de “Proteção à Criança e ao Adolescente” também se faz presente na atuação do novo modelo de polícia de proximidade. As equipes estarão instruídas a receber informações sobre problemas com os alunos fora do ambiente escolar, em esferas familiares e residenciais, e assim auxiliar na resolução das questões, acionando inclusive as demais instâncias pertinentes (sejam elas delegacias especializadas ou poderes do Judiciário).

Para tornar mais visível o novo programa, as viaturas estão caracterizadas com uma faixa dourada na lateral, e os policiais usarão braçais específicos com o emblema do projeto.

VEJA MAIS

VEJA MAIS