terça-feira , 20 outubro 2020

Pastor Silas Malafaia é indiciado por lavagem de dinheiro na Operação Timóteo Operação investiga esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral

Operação investiga esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral

Fotos: Reprodução

O pastor Silas Malafaia, foi indiciado pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro, no inquérito da Operação Timóteo. No ano passado, ele foi alvo de mandado de condução coercitiva, sendo levado a depor na sede da Polícia Federal em São Paulo.

Segundo a PF, o pastor da Associação Vitória em Cristo, ligada à Assembleia de Deus, recebeu um cheque de R$ 100 mil de um dos escritórios investigados e depositou em uma conta pessoal. Silas segue defendendo que o repasse se tratava de uma doação direcionada à sua igreja e a uma associação religiosa.

A Operação Timóteo, batizada assim em referência a um dos livros da Bíblia, investiga um esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral, em que 65% da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) tem como destino os municípios.

Mais do SFn