quarta-feira , 23 setembro 2020

Para evitar circulação de veículos e pessoas de outras cidades, Prefeitura de Macuco bloqueia algumas ruas Prefeitura bloqueou algumas ruas transversais do perímetro urbano que dão acesso à RJ-116

Prefeitura bloqueou algumas ruas transversais do perímetro urbano que dão acesso à RJ-116

Fotos: Divulgação/ Prefeitura de Macuco

Novas medidas de contenção à disseminação do coronavírus foram adotadas no município de Macuco, na Região Serrana do Rio, nesta terça-feira (05/05). As mesmas são relacionadas ao acesso de pessoas de outras cidades no município. De acordo com a Prefeitura, as entradas da cidade permanecerão fechadas com a barreira sanitária e controle de fluxo, e o acesso de veículos de outros municípios será restrito, permitindo apenas o tráfego de veículos que necessitam realizar entregas, mediante a apresentação da nota fiscal ou veículos de prestação de algum serviço essencial. Segundo o prefeito Bruno Boaretto, a medida de controle é para preservar a saúde da população. “Infelizmente alguns moradores de cidades vizinhas vinham de alguma forma burlando o sistema implantado por nós nas entradas da cidade. A pessoa parava na barreira, a gente mede a temperatura, mas a pessoa alega que vai seguir para outro município e quando a gente via esse mesmo cidadão estava no perímetro urbano da nossa cidade. A gente resolveu bloquear algumas entradas das vias de acesso das ruas transversais do perímetro urbano, que chegam na RJ-116, evitando essa circulação de pessoas na nossa área comercial e principalmente na área bancária” – afirmou o prefeito em vídeo publicado na página da Prefeitura. (continua após a publicidade)

Ainda segundo a Prefeitura, através da barreira sanitária, a entrada de pessoas e veículos no município estará condicionada à inspeção prévia das suas condições de saúde e à higienização sanitária dos veículos. O prefeito pediu a compreensão da população e afirmou que a intenção é que “isso dure o menos de tempo possível”. A cidade não tem casos confirmados de coronavírus. Até o momento, há dois casos suspeitos aguardando resultado do laboratório de referência estadual.

Mais do SFn