Operação apreende 290 kg de carne e queijo impróprios ao consumo humano em Campos

Em um dos estabelecimentos, a carne estava estocada de forma ilegal, apresentando odor e coloração alterada. Já em uma fábrica clandestina de queijo tipo frescal, o material estava sendo produzido sem as mínimas condições de higiene
Fotos: divulgação

A equipe da Defesa Agropecuária, da Secretaria de Estado de Agricultura, em parceria com a Vigilância Sanitária Municipal de Campos e a Polícia Militar, concluiu na manhã desta terça-feira (20) mais uma fase da operação ‘Boi Garantido’. Durante a vistoria a supermercado, localizado no norte do município, os fiscais flagraram 55 kg de carne bovina estocada de forma ilegal, apresentando odor e coloração alterada. E mais 175 kg de carne bovina foram apreendidos em açougue da cidade. No mesmo local, os fiscais localizaram uma fábrica clandestina de queijo tipo frescal, onde encontram mais 60 kg desse material sendo produzido sem as mínimas condições de higiene, controle da matéria prima, ou até mesmo da fase de produção. A Vigilância Sanitária Municipal de Campos interditou o açougue e também multou o infrator. Ao todo, 290 kg de produtos foram apreendidos, entre carne e queijo tipo frescal.

“A realização dessas operações constantes da equipe da Defesa Agropecuária Estadual, da Vigilância Sanitária Municipal e da Polícia Militar é de grande relevância para garantir aos consumidores acesso a produtos que não coloquem em risco sua saúde”, destaca o superintendente de Defesa Agropecuária da Secretaria de Agricultura, Paulo Henrique Moraes. Os fiscais alertam aos consumidores que somente comprem carne e derivados se possuírem o devido registro no S.I.M, S.I.E., S.I.F. ou S.I.S.B.I.  É direito do consumidor exigir que o açougueiro no ato da venda, apresente a nota fiscal de compra das carnes oriundas de um frigorífico registrado. As ações seguem intensificadas em todo o âmbito do município e não têm data para terminar.

VEJA MAIS

VEJA MAIS