quinta-feira , 22 outubro 2020
Fotos: SF Notícias

Onda de calor: Termômetro marca 40°C no Centro de São Fidélis Além do calor, a baixa umidade relativa do ar também deve incomodar os fidelenses: o Inmet emitiu um alerta para o município nesta sexta (02)

Além do calor, a baixa umidade relativa do ar também deve incomodar os fidelenses: o Inmet emitiu um alerta para o município nesta sexta (02)

Foto: SF Notícias

A primeira sexta-feira de outubro está sendo um dos dias mais quentes do ano em São Fidélis, no Norte Fluminense. A “Cidade Poema” já vinha registrando altas temperaturas ao longo da semana, devido à atuação de uma massa de ar seco e quente, e nesta sexta (02) um termômetro próximo ao Hospital Armando Vidal, no Centro, registrou 40°C por volta das 13h15. Até o fim do dia, o mesmo termômetro ainda pode chegar a registrar 41°C ou até 42°C. Além das altas temperaturas, a baixa umidade relativa do ar também deve incomodar os fidelenses. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para todo o estado do Rio. Segundo o Instituto, a umidade do ar estará variando entre 30% e 20% nesta tarde. A orientação é beber bastante líquido, evite desgaste físico nas horas mais secas e evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia. (continua após a publicidade)

Quando termina o calorão?
Segundo a Climatempo, neste fim de semana, a passagem de uma frente fria pelo Sul e pelo litoral da Região Sudeste causa queda da temperatura no estado do Rio. Mas, o ar quente continua a predominar sobre ampla área do Brasil até por volta do dia 10 de outubro. “É a partir do dia 11 de outubro que se espera mudanças na circulação dos ventos sobre a América do Sul quebrando bloqueio que tem impedido a chegada de frentes frias ao interior do Brasil. O mês de outubro segue quente, mas a partir do dia 11 ou 12 de outubro teremos o calor normal para esta época e não temperaturas extremas e em amplas áreas do país, como vem sendo observado desde o fim de setembro” – explica o portal. Além disso, há expectativa de pancadas de chuva durante a segunda quinzena de outubro de 2020 que vão ajudam a evitar o aquecimento extremo do ar.

Mais do SFn