quinta-feira , 24 setembro 2020

OMS esclarece que pessoas sem sintomas transmitem coronavírus, “a questão é saber quanto” Representante da Organização havia afirmado que transmissão a partir de assintomáticos é "muito rara". Já nesta terça, diretor do Programa de Emergências da OMS disse que a transmissão por casos assintomáticos está ocorrendo

Representante da Organização havia afirmado que transmissão a partir de assintomáticos é "muito rara". Já nesta terça, diretor do Programa de Emergências da OMS disse que a transmissão por casos assintomáticos está ocorrendo

Texto: Pedro Ivo de Oliveira – Repórter da Agência Brasil / Foto: Christopher Black/OMS

A infectologista e chefe do departamento de doenças emergentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, afirmou nesta segunda-feira (8) durante a conferência de imprensa diária sobre o novo coronavírus que a propagação de covid-19 a partir de pacientes assintomáticos é “muito rara.” Segundo a médica, os dados levantados até agora mostram que pessoas que não apresentam os sintomas da doença possuem pouco potencial infectológico para contaminar indivíduos saudáveis. De acordo com a especialista, deve haver esforços dos governos para identificar e isolar pessoas que apresentam sintomas. Já nesta terça, em uma transmissão ao vivo realizada na manhã desta terça-feira (09/06) a Organização Mundial da Saúde (OMS) esclareceu a afirmação da infectologista. Na live de hoje, a médica disse: “o que sabemos é que algumas pessoas que não têm sintomas podem transmitir o vírus”. (continua após a publicidade)

Ela ressaltou ainda que “a transmissão majoritária que conhecemos é de pessoas com sintomas que transmitem o vírus a outras pessoas”. A infectologista explicou que existem aqueles que não desenvolvem sintomas e transmitem, mas que não se sabe qual o tamanho dessa população. Estudos indicam que poderia variar de 6% a 41%. O diretor de emergências da OMS, Michael Ryan, afirmou que a organização está absolutamente convencida de que a transmissão por casos assintomáticos está ocorrendo, a questão é saber quanto.

Mais do SFn