quarta-feira , 23 setembro 2020
Foto: Evangelista Drone

Nos últimos 20 dias, São Fidélis confirmou 114 casos de coronavírus, sendo 4 mortes Com 147 casos confirmados num período de 43 dias, a cidade registra cerca de um caso a cada 263,05 habitantes

Com 147 casos confirmados num período de 43 dias, a cidade registra cerca de um caso a cada 263,05 habitantes

Foto: SF Notícias

Nos últimos 20 dias do mês de maio – período que pode ser considerado o pico do novo coronavírus em São Fidélis, Norte Fluminense – foram registrados 114 casos, sendo quatro mortes. Isto significa em média quase 6 casos por dia. Os quatro primeiros casos foram registrados no dia 8 de abril, e entre a data até o fim daquele mês, a cidade confirmou 33 casos, sendo três mortes. Os dados são do gráfico atualizado da evolução da doença no município, desenvolvido pelo SF Notícias com base nos boletins divulgados pela Secretaria de Saúde. Ele mostra que os dias com maior número de casos confirmados foram 04/05 (16 casos); 06/05 (15 casos); 07/05 (15 casos, sendo uma morte); e 19/05 (17 casos, sendo uma morte). Até a noite desta quarta-feira (20/05) a cidade contabilizava 147 casos, incluindo sete mortes. O gráfico abaixo mostra os casos/mortes registrados diariamente desde o dia 8 de abril, até esta quarta. A cor cinza nas colunas indica o número de mortes registradas naquele dia. (continua após a imagem)

Com 147 casos confirmados num período de 43 dias, São Fidélis tem cerca de um caso a cada 263,05 habitantes. A cidade tem uma população de 38.669 pessoas, segundo estimativa de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). Por outro lado, 93 pessoas já estão recuperadas. Os casos estão distribuídos pelos bairros Centro (26, sendo uma morte), Vila dos Coroados (23, sendo duas mortes); Penha (17); Barão de Macaúbas (10); Parque Tinola (11); Ipuca (09, sendo uma morte); Igualdade (04); Cristo Rei (04); São Vicente (04); Montese (02); São José (03); Jonas de Almeida e Silva (03) e Barreiro (01). Já na zona rural a maioria dos casos foi confirmada em Colônia (13, sendo duas mortes); seguido de Cambiasca (05); Pureza (03); Santa Rita do Brejinho (03); Rio do Colégio (02); Barro Branco (02); Angelim (01) e Santa Catarina (uma morte).

Mais do SFn