Norte e Noroeste Fluminense têm mais mortes do que três estados brasileiros De acordo com o levantamento do Painel, o índice de óbitos no Norte e Noroeste supera os registrados em Mato Grosso (135), Tocantins (114) e Mato Grosso do Sul (22)

De acordo com o levantamento do Painel, o índice de óbitos no Norte e Noroeste supera os registrados em Mato Grosso (135), Tocantins (114) e Mato Grosso do Sul (22)

Com os boletins divulgados pelas prefeituras até ontem (9), municípios das regiões Norte e Noroeste Fluminense somavam 168 mortes em decorrência da Covid-19, segundo levantamento do Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense. O número é maior do que os registrados por três estados brasileiros, de acordo com dados do Ministério da Saúde. De acordo com o levantamento do Painel, o índice de óbitos no Norte e Noroeste supera os registrados em Mato Grosso (135), Tocantins (114) e Mato Grosso do Sul (22). O número da região também é o mesmo de Roraima (168) e pouco menor do que de Santa Catarina (179). Nesta quarta-feira (10), Santo Antônio de Pádua confirmou mais uma morte, passando para 169 o número de óbitos entre os municípios do Norte e Noroeste. (continua após a arte)

Já o total de pacientes diagnosticados na região é quase o dobro do Mato Grosso do Sul, que contabilizava 2.455 casos de coronavírus nessa terça-feira. O estado vizinho do Mato Grosso, com população de 3,5 milhões de pessoas, possui 4.339 diagnósticos positivos, 58 a mais que o Norte e o Noroeste Fluminense, com menos da metade de habitantes: 1,3 milhão.

Mais do SFn