Mulher que invadiu residência em São Fidélis possui 38 passagens pela polícia

Segundo os policiais, ela confessou que invadiu a residência, mas alegou que não furtou nada; mas imagens de câmeras mostram ela saindo com uma sacola

Policiais militares da 4ª Companhia de São Fidélis detiveram a mulher que invadiu uma residência em São Fidélis. Através da matéria publicada pelo SF Notícias mais cedo, ela foi reconhecida por populares que acionaram a polícia. Assim que a polícia tomou conhecimento da localização da acusada, policiais foram imediatamente ao local e detiveram a mulher. Ela foi encontrada próximo ao escadão da Chatuba, e levada para a 141ª Delegacia de Polícia Militar.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Segundo os sargentos Rodrigues e Ribeiro, a mulher confessou ter invadido a residência, mas alegou que não havia furtado nada, que só foi até a escada, mas imagens de câmeras de segurança mostram ela saindo do imóvel com uma sacola. Câmeras de segurança registraram a mulher andando pela rua e olhando para as casas. Ela entra na residência com uma bolsa, e quando sai, está com uma sacola na mão, que segundo a proprietária do imóvel, seria uma sacola de presentes (veja o vídeo em nosso Instagram > @sfnoticias). Foram furtados cinco perfumes novos e uma sandália da marca Coca-Cola. Os materiais furtados não foram encontrados com a acusada.

“Nossas coisas estavam reviradas. Procurava dinheiro com certeza, porque minhas necessaires estavam abertas. Caixa de bijuterias revirada. Graças a Deus não tivemos grande prejuízo, e não fez nada com minha sogra que estava em casa. Mas é um alerta pra outras pessoas que como a gente, acham que São Fidélis ainda é como antigamente” – relatou a vítima ao SF Notícias.

Ainda de acordo com os policiais, a mulher tem 38 passagens pela polícia, entre elas, tráfico, furto, roubo, lesão corporal, desobediência e assalto a mão armada. Na delegacia de São Fidélis, ela foi ouvida e liberada, e um inquérito policial foi instaurado. Segundo o delegado, Dr. Carlos Augusto, a mulher disse que não levou nada, mas ela segue sendo investigada e poderá ser indiciada, apesar de não terem sido encontrados com ela os objetos furtados.

VEJA MAIS

VEJA MAIS